Veja TODOS os TÉCNICOS ESTRANGEIROS da história do Sport

Nome contratado para assumir o comando do Sport em 2024, o técnico Mariano Soso se tornou o quarto argentino a dirigir o Leão em sua história. Aos 42 anos, o treinador possui vasta experiência em diversos países sul-americanos, embora ainda não tenha treinado uma equipe brasileira.

Se sua contratação for confirmada, a equipe rubro-negra voltará a ser comandada por um treinador argentino após 40 anos. O último foi Filpo Nuñez, que teve uma passagem pelo clube em 1983, sem grande destaque.

No entanto, Nuñez não foi o primeiro argentino a dirigir o Leão. A relação entre o clube e os “hermanos” remonta a 1938, quando Valentín Navamuel assumiu o comando da equipe rubro-negra, tornando-se campeão pernambucano naquele ano. Navamuel retornou à Ilha do Retiro entre 1942 e 1943, conquistando mais dois títulos estaduais.

Sequência dos “hermanos”

Na década seguinte, outro argentino desembarcou no Leão: Dante Bianchi. O treinador passou quatro temporadas à frente da equipe, entre 1956 e 1959, conquistando o troféu estadual em 1956 e 1958.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Além dos argentinos, o Sport também teve treinadores uruguaios e paraguaios. A lista completa de treinadores estrangeiros do clube inclui:
Pedro Mazullo (URU) – 1919

Carlos Viola (URU)– 1928

Valentín Navamuel (ARG)– 1938 e 1942-43

Ricardo Díez (URU) – 1941 e 1947 

Salvador Perine (URU) – 1949 e 1953

José Fiorotti (URU) – 1953 

Dante Bianchi (ARG) – 1956-59

Raúl Bentancor (URU) – 1963

Filpo Nuñez (ARG) – 1983 

Pedro Rocha (URU) – 1989 

Gustavo Florentín (PAR) – 2021-22