Veja as grandes revelações da história do Sport Recife

Ao longo de sua história, o Sport revelou notáveis talentos para o futebol brasileiro e internacional. Dentre os mais recentes, destaca-se o atacante Joelinton, atualmente em atuação pelo Newcastle, na Premier League. Contudo, diversos outros jogadores iniciaram suas carreiras no Leão e posteriormente brilharam em campos ao redor do mundo.

Iniciando com o atacante Ademir de Menezes, que se destacou nas décadas de 1940 e 1950. Ele foi pioneiro ao utilizar a camisa 10 da Seleção Brasileira em uma Copa do Mundo, na edição de 1950, disputada no Brasil, quando a numeração ainda não era adotada. Ademir começou cedo no Sport, estreando aos 16 anos em 1939.

Após passagens por Vasco da Gama e Fluminense, encerrou sua carreira no Sport em 1957. Outro craque formado pelo Leão foi o atacante Almir Pernambuquinho, cuja trajetória no Sport começou em 1956, o mesmo ano em que conquistou o Campeonato Pernambucano.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Que fim levou?

Embora sua permanência no clube tenha sido breve, Almir rodou o mundo defendendo várias equipes. Embora não tenha participado de Copas do Mundo pela Seleção, teve a oportunidade em 1958, mas optou por excursionar com o Vasco, decisão que, segundo relatos, mais tarde lamentou.

Por fim, Juninho Pernambucano, um meia extraordinário, iniciou sua carreira profissional em 1993, aos 18 anos, no Sport. Após se destacar, foi transferido para o Vasco e, posteriormente, para o Lyon, na França, onde deixou sua marca na Europa. Reconhecido pela técnica refinada e pela habilidade em cobranças de falta, Juninho disputou a Copa do Mundo de 2006 pela Seleção Brasileira.

Assim, o Sport continua a contribuir constantemente para o cenário do futebol, aguardando-se ansiosamente para ver quais futuros craques emergirão das fileiras do Leão da Ilha.