Veja os maiores públicos dos confrontos SPORT x NAUTICO

O “Clássico dos Clássicos” representa um confronto permeado por histórias fascinantes e estatísticas impressionantes, consolidando-se como uma das maiores rivalidades no cenário do futebol nordestino.
O “Clássico dos Clássicos”, também conhecido como “Clássico do Nordeste” a partir da segunda metade do século XX, refere-se ao confronto entre o Clube Náutico Capibaribe e o Sport Club do Recife. Este é o terceiro clássico mais antigo do Brasil, ficando atrás apenas do Clássico Vovô no Rio de Janeiro e do Grenal em Porto Alegre.
Em 1998, o confronto entre as equipes pernambucanas ocorreu no Estádio do Arruda, em Recife, como parte do Campeonato Pernambucano. Neste ano específico, uma iniciativa promocional permitiu a troca de notas fiscais por ingressos, resultando no recorde de público na história do clássico, com impressionantes 80.203 espectadores.

Demais jogos históricos


No ano de 1991, Sport Recife e Náutico protagonizaram a final do Campeonato Pernambucano. No primeiro embate decisivo, as equipes empataram em 3 a 3. A resolução do campeonato ficou para o confronto de volta, realizado na Ilha do Retiro, onde 45.697 torcedores testemunharam a vitória do Sport Recife por 3 a 0, garantindo o título de campeão.
No mês de dezembro de 1992, Sport Recife e Náutico encontraram-se novamente em uma decisão do Campeonato Pernambucano. O palco do confronto foi a Ilha do Retiro, e o estádio registrou a presença de 40.419 espectadores. O Sport Recife saiu vitorioso no duelo, marcando 1 a 0 com um gol de Dinda, conquistando assim mais um título estadual.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Em 1968, durante o Campeonato Pernambucano, Náutico e Sport Recife envolveram-se em uma série melhor de três jogos para determinar o campeão estadual daquele ano. No confronto decisivo, realizado no Estádio dos Aflitos, o Náutico triunfou por 1 a 0, conquistando o hexacampeonato diante de uma plateia de 31.065 espectadores.
No mês de abril de 2014, ocorreu a primeira final do Campeonato Pernambucano realizada na Arena Pernambuco. Nesse confronto, que atraiu a participação de 30.061 torcedores, o Sport Recife triunfou por 1 a 0, com o emblemático zagueiro Durval marcando o gol decisivo, assegurando assim o título estadual para a equipe.