Veja o número de ROSALES na história do SPORT

Ao estrear pelo Sport no empate sem gols contra a Tombense, o jogador tornou-se o 42º estrangeiro a vestir o uniforme rubro-negro, sendo também o primeiro venezuelano a atuar pelo clube.

Além do venezuelano Roberto Rosales, que chegou após o fechamento da janela por estar livre no mercado, o Sport contou com mais dois atletas estrangeiros no elenco: o meia argentino Alan Ruiz e o ponteiro uruguaio Labandeira. Essa análise foi conduzida pelo perfil “Sport Dados”.

No total, 49 jogadores estrangeiros foram contratados ao longo da história do Leão. No entanto, sete deles não chegaram a disputar partidas oficiais pelo clube: Henrique Câmpora (uruguaio), Nozomi Hiroyama (japonês), Ondigui Adams (camaronês), Nouga Georges (camaronês), Richard Salinas (paraguaio), Carlos Rentería (colombiano) e Nicolás Aguirre (argentino).

Lista:

Argentinos: Valentín Navamuel (atacante, 1937-41), Carrasco (zagueiro, 1937), Martín (meia, 1937), Magri (atacante, 1937-41), Julio Oscar Pereyra (meia, década de 40), José Zingoni (atacante, 1952-55), Juan Celly (atacante, 1953-56), Taborda (zagueiro, 1980-82), Lucas Mugni (meia, 2020-21), Jonatan Gómez (meia, 2020-21), Nicolás Aguirre (meia, 2021), Nicolás Watson (volante, 2022) e Alan Ruiz (meia, 2023-).

Uruguaios: Pedro Mazzullo (atacante, 1918), Viola (meia, 1928), Walter Morel (atacante, 1958), Raúl Bentancor (meia, 1959-63), Henrique Câmpora (meia, 1970), Cabreba (zagueiro, 1977-78), Sérgio Ramirez (zagueiro, 1980), Pablo Pereira (atacante, 2011), Robert Flores (meia, 2014), Leandro Barcia (atacante, 2020-21), Lucas Hernández (lateral, 2022) e Facundo Labandeira (atacante, 2022-).

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Colombianos: Reinaldo Lenis (atacante, 2016-18), Oswaldo Henríquez (zagueiro, 2016-18), L. Carlos Ruíz (atacante, 2016), Santiago Tréllez (atacante, 2021), Carlos Rentería (volante, 2021) e Ray Vanegas (atacante, 2022).

Paraguaios: Juan Pérez (goleiro, 1972-75), Richard Salinas (lateral, 2008), Enrique Meza (zagueiro, 2014) e Blas Cáceres (volante, 2022).

Chilenos: Mark González (meia, 2016), Eugenio Mena (lateral, 2017) e Javier Parraguez (2022).

Hondurenhos: Chepo (lateral-direito, 1999) e Velázquez (atacante, 1999).

Bolivianos: Juan Arce (atacante, 2009) e Alejandro Chumacero (meia, 2013).

Camaroneses: Georges Nouga (lateral, 2007) e Ondigui Adams (volante, 2007).

Venezuelano: Roberto Rosales (lateral, 2023).

Português: Peres (meia, 1975).

Alemão: Alex Kamianecky (zagueiro, 1980).

Costarriquenho: Rodney Wallace (meia, 2016).

Japonês: Nozomi Hiroyama (atacante, 2002).