Veja como o STF tomou decisão que MUDOU a VIDA do Sport

Sempre que se menciona o Supremo Tribunal Federal (STF) ou a sigla STF, é comum associar automaticamente a decisões cruciais em casos importantes no país, como, por exemplo, nos julgamentos relacionados à Operação Lava Jato.

No entanto, surpreendentemente, o STF teve que intervir para resolver uma antiga controvérsia no cenário do futebol brasileiro: o título de campeão brasileiro de 1987. O colegiado decidiu que o Sport é o legítimo campeão.

O Supremo Tribunal Federal rejeitou, por uma votação de 3 a 1, o recurso apresentado pelo Flamengo contestando a decisão judicial que reconheceu o Sport como o único campeão brasileiro de 1987. Essa disputa nos tribunais perdurou por anos, mas a decisão da Primeira Turma do STF tem pouca ou nenhuma perspectiva de ser revertida.

Como foram os votos?

O voto decisivo foi proferido pela ministra Rosa Weber, que rejeitou o recurso do Flamengo juntamente com os ministros Marco Aurélio e Alexandre de Moraes. Por outro lado, Roberto Barroso havia defendido a ideia de considerar ambos os times como campeões, mas seu voto foi vencido. Dessa forma, o Sport é oficialmente reconhecido como o único vencedor do Campeonato Brasileiro de 1987.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

O caso remonta ao momento em que o Flamengo conquistou a Copa União, uma competição que reunia os principais times do país. Contudo, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) determinou a realização de um confronto semifinal com Internacional (segundo colocado), Sport e Guarani (vencedores do Módulo Amarelo, um torneio sem a presença dos grandes clubes).

Diante disso, Flamengo e Internacional se recusaram a participar dos confrontos. Como resultado, o Sport venceu o Guarani e foi considerado o campeão. Nos últimos anos, ambos os clubes estiveram envolvidos em uma disputa judicial pelo reconhecimento, mas a decisão do STF confirma o Sport como o legítimo detentor do título do Brasileirão de 1987.