Sport vendeu ZAGUEIRÃO para o Celta de Vigo

Revelado pelo Ferroviário e notável jogador no Sport Recife, chegando inclusive à Seleção Brasileira, o ex-zagueiro Adriano teve uma passagem pelo Celta de Vigo, na Espanha, durante a segunda metade da década de 90.

Nascido em Fortaleza, Adriano Félix Teixeira iniciou sua carreira no Ferroviário de sua terra natal, onde se profissionalizou em 1992, aos 19 anos. Destacou-se e chamou a atenção do Sport, que o contratou ainda no mesmo ano.

O zagueiro teve uma marcante passagem pelo Leão, conquistando o título estadual em 1994 e 1996, chamando a atenção de Zagallo, que o convocou para a Seleção Brasileira em 1995, participando de dois jogos pela Canarinho.

Seus bons desempenhos pelo Sport, somados à convocação para a Seleção, despertaram o interesse de diversos clubes, tanto do Brasil quanto do exterior. A diretoria do Leão optou por vendê-lo para o exterior, e o Celta foi o vencedor na corrida para contratá-lo.

Passagem pela Espanha

Adriano chegou à Espanha em 1996 para integrar o Celta de Vigo. Nesse mesmo período, outros jogadores como Mazinho, Del Solar, Motovoi e Revivo também se juntaram à equipe.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Na temporada 1996-97, o brasileiro Adriano disputou 20 jogos pelo Campeonato Espanhol pelo Celta (sendo titular em 16 e suplente em quatro), estreando em 8 de dezembro de 1996, contra o Sporting de Gijón. Na temporada seguinte, foi emprestado ao Fluminense, que enfrentava dificuldades financeiras e atrasos salariais.

Após um ano no Tricolor, retornou a Vigo, permanecendo até 2000, embora tenha participado de apenas uma partida na temporada 1998-99 e duas na 1999-2000. De 2000 a 2003, jogou pelo Compostela, sendo um dos principais jogadores da equipe. Após o rebaixamento devido a problemas financeiros do Compos, Adriano optou por assinar com o Cultural Leonesa, onde participou de 32 jogos e marcou 8 gols, incluindo competições da Liga, Taça e fase de promoção.

Após deixar o Cultural, retornou ao Brasil para jogar pelo Vasco da Gama e, posteriormente, pelo Santa Cruz de Recife, onde encerrou sua carreira em 2007.