SPORT já HUMILHOU o SÃO PAULO diversas vezes

Sport 5 x 2 São Paulo – Campeonato Brasileiro 1994: Os anfitriões não demonstraram piedade e aplicaram uma contundente goleada de 5 a 2 sobre o São Paulo de Telê Santana, que havia conquistado dois Mundiais de Clubes nas temporadas anteriores, contando com nomes como Zetti, Cafu, Júnior Baiano e Euller na equipe.

O Sport abriu o placar aos oito minutos, quando Dedé acertou um potente chute de fora da área. Leonardo, eterno ídolo rubro-negro, ampliou a vantagem ainda no primeiro tempo após um belo contra-ataque coletivo.

Axel diminuiu para os visitantes, mas Fábio marcou o terceiro do Leão ainda na primeira etapa e o quarto na segunda etapa. O jovem Juninho Pernambucano anotou o quinto do Leão, enquanto Caio Ribeiro marcou para o São Paulo, dando números finais à partida.

Demais jogos

Sport 1 x 0 São Paulo – Campeonato Brasileiro 1998: Novamente com a Ilha do Retiro lotada, o Sport venceu o São Paulo por 1 a 0, com gol de Robson nos acréscimos da segunda etapa. Com o resultado, o Leão assumiu momentaneamente a vice-liderança da primeira fase do Brasileirão. Naquela edição, os pernambucanos chegaram até as quartas de final, mas foram eliminados pelo Santos.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

São Paulo 1 x 3 Sport – Copa dos Campeões de 2000: O Sport garantiu sua vaga na grande final da Copa dos Campeões de 2000 ao eliminar o São Paulo na semifinal. No confronto realizado no estádio Almeidão, em João Pessoa, os paulistas abriram o placar no primeiro tempo com Marcelinho Paraíba. No entanto, os pernambucanos reagiram com uma incrível virada, marcando dois gols com Adriano e um com Marquinhos.

Sport 4 x 3 São Paulo – Copa João Havelange de 2000: O Sport venceu o São Paulo por 4 a 3 na Ilha do Retiro. Nildo abriu o placar para os donos da casa, viu Marcelo Ramos empatar no fim do primeiro tempo e Taílson anotar o segundo para o Sport no início do segundo tempo. Rogério Pinheiro conseguiu novo empate para o São Paulo.

Em uma bela cobrança de falta, Adriano recolocou o Leão na frente no final do jogo, mas o tricolor buscou um novo empate com Marcelo Ramos convertendo um pênalti. Nos acréscimos, Nildo marcou seu segundo gol no jogo, garantindo a classificação.