Por que o SPORT investiu tanto em dispensado do Fortaleza?

Até oficializar a contratação de Gustavo Coutinho, o Sport conduziu intensas negociações que tiveram início no ano passado, sofreram um período de resfriamento devido a uma proposta internacional pelo jogador, mas retomaram com força nos primeiros dias de 2024.

Aos 24 anos, Gustavo Coutinho chega à Ilha do Retiro como o principal investimento do Sport na temporada. O montante total da transação pode atingir a marca de R$ 7 milhões. Não por acaso, o Sport assinou um contrato de quatro anos com o atacante, incluindo uma cláusula de rescisão (não revelada) de valor significativo.

Apesar do interesse, o atacante buscava mais tempo de jogo e temia que, com a presença de Vagner Love no elenco, suas oportunidades fossem limitadas. Assim, ele optou por não dar continuidade às negociações e fechou com o Atlético-GO.

Mas por que trouxeram?

Contudo, as boas impressões deixadas anteriormente, tanto pelo desempenho em 2022 quanto pelo seu crescimento em 2023, culminando na artilharia da Série B, inclusive superando Vagner Love, levaram o Sport a buscar novamente o atacante.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Um aspecto crucial da negociação foi a participação decisiva do presidente Yuri Romão, que interveio diretamente com Marcelo Paz, ex-presidente e atual CEO da SAF do Fortaleza, com quem mantém uma estreita relação. Este foi o segundo negócio entre os clubes nesta temporada, após a venda de 50% dos direitos econômicos do atacante Romarinho por R$ 2,5 milhões.

Naquele momento, uma proposta do futebol russo inviabilizou a competição do Sport. Entretanto, o negócio esfriou quando o clube russo desistiu devido às restrições de estrangeiros no elenco. Nesse cenário, o Sport retornou com uma proposta robusta. Apesar de o acordo total ter sido fechado em R$ 7 milhões por 70% dos direitos econômicos de Coutinho em 2024, o Sport efetuará apenas 50% do pagamento.