ABEL FERREIRA choca o Brasil e a assinatura é questão de tempo

Decidido a ir para a luta por mais um ano no futebol brasileiro, Abel Ferreira não perdoou e expressou sua satisfação ao celebrar a extensão de seu contrato com o Palmeiras, agora válido até dezembro de 2025. A negociação para estender o contrato por pelo menos mais um ano assegura a presença de Abel no time para o próximo Mundial de Clubes, agendado para ocorrer entre junho e julho de 2025.

No entanto, a presidente Leila Pereira tem como objetivo manter a comissão técnica por um período ainda mais longo, buscando uma renovação até o final de 2027, caso seja reeleita no final do ano. Para esse próximo ciclo, abrangendo pelo menos mais duas temporadas, Abel Ferreira assegurou que o compromisso permanecerá em proporcionar alegria aos torcedores do clube.

Abel chegou ao Palmeiras no final de 2020 e passou por uma renovação contratual em 2022. No ano passado, no entanto, indicou a possibilidade de deixar o clube após a conquista do Brasileiro, manifestando um certo desgaste com a rotina no futebol brasileiro.

O que foi dito?

Ele expressou esse sentimento mais de uma vez, especialmente durante o período em que despertou o interesse do Al-Sadd, do Catar. Esse cenário gerou dúvidas sobre o futuro do treinador, mas a proposta do clube catari não foi oficialmente apresentada à diretoria.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Desde o final do ano, a presidente começou a trabalhar para valorizar a comissão técnica, que inclui os auxiliares João Martins, Vitor Castanheira, Carlos Martinho e Tiago Costa. Abel Ferreira, ao sair de férias, assegurou ao clube que cumpriria seu contrato até o final. Ele retomou as atividades na última segunda-feira, após desfrutar de uma semana adicional de descanso com a família em Portugal.

Com nove títulos conquistados, Abel está em segundo lugar na lista de campeões, atrás apenas de Oswaldo Brandão, que possui 10 títulos. Abel também ocupa a sexta posição entre os técnicos com mais partidas na história do Verdão, com 226 jogos, ficando atrás de Rubens Minelli (253), Ventura Cambon (305), Vanderlei Luxemburgo (410), Luiz Felipe Scolari (484) e Oswaldo Brandão (562).