Ídolo do Sport irrita todos ao declarar torcer para rival

Um dos maiores ídolos da recente história do Sport Recife, o ex-meia Hernanes participou do 312º episódio do Charla Podcast, apresentado pelo narrador Bruno Cantarelli e pelo jornalista Beto Júnior. Em meio a diversos temas sobre sua carreira vitoriosa, o jogador revelou uma curiosidade: torcia por outro clube na infância.

Ao recordar a decisão da Copa Intercontinental de 1998 entre Vasco da Gama e Real Madrid, Hernanes revelou ter um carinho pelo clube carioca devido a um ídolo. O Vasco da Gama, campeão da América em 1998, esteve próximo de superar o clube espanhol, mas acabou derrotado por 2 a 1, com um gol de Raúl na reta final.

“É uma das grandes tristezas. Eu era vascaíno por causa do Felipe. Nunca fui torcedor de arquibancada mesmo. Mas eu era vascaíno por causa dele. Eu fiquei muito triste quando o Vasco perdeu para o Real Madrid no Japão, não merecia. O Felipe acabou com o jogo, pelo amor de Deus.”

Última passagem pelo Leão

No passado, a saudade dos filhos (que moram na Itália) e o desejo de estar mais próximo da família pesaram para o meio-campista Hernanes, que, nas redes sociais, anunciou que estava fazendo uma pausa em sua carreira profissional.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Com isso, naturalmente, o jogador respondeu ao questionamento que ainda pairava nos bastidores do Sport sobre a possibilidade de contar com o jogador para a temporada 2022. Na postagem, o jogador de 36 anos fez questão de agradecer tanto à diretoria do Leão da Ilha quanto à comissão técnica de Gustavo Florentín, aos atletas e ao torcedor pelo sentimento de carinho e compreensão para com ele.

Após chegar sem custos ao Sport por ter encerrado amigavelmente o acordo anteriormente vigente com o São Paulo, Hernanes fez 17 partidas, onde não marcou gols ou deu assistências. Hernanes é conhecido por ter se tornado ídolo na Itália pela Lazio, no São Paulo, e ter defendido a Seleção Brasileira na Copa do Mundo em 2014.