Polêmica: GUSTAVO COUTINHO humilhou o CEARÁ

O principal goleador do Sport neste ano, Gustavo Coutinho, abordou o pedido do Ceará para que o Leão jogasse fora da Arena de Pernambuco, local do confronto entre as equipes nas quartas de final da Copa do Nordeste, alegando “falta de segurança”.

Esse pedido desencadeou esclarecimentos públicos da Secretaria de Defesa Social, mas acabou sendo rejeitado pelo Superior Tribunal de Justiça de Pernambuco (STJD). Mesmo diante disso, o centroavante expressou seu ponto de vista sobre o assunto quando questionado pela imprensa, incluindo alguns recados.

O Sport encerrou a primeira fase na liderança do grupo A do Regional, somando 17 pontos, enquanto o Ceará ficou em quarto lugar no mesmo grupo, com 15 pontos.

Abre aspas

“Acaba sendo triste porque a gente conquistou o direito de jogar em casa porque tivemos a melhor campanha. Se eles quisessem jogar em casa, que tivessem a melhor campanha. Nós jogamos, foi uma conquista nossa, ninguém nos deu isso.”

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“É uma coisa que dificilmente vai acabar (violência), mas as pessoas sendo punidas da forma que têm que ser, isso acaba dando uma amenizada. Enfim, a gente conquistou esse direito jogando bola. É isso que prevalece. Acho que a decisão foi tomada de forma correta.”

Ao término da primeira fase, o Sport encerrou com 17 pontos acumulados, ocupando a liderança do Grupo A do Regional, enquanto o Ceará somou 15 pontos, ficando em quarto lugar na mesma chave.

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) foi consultado e solicitou respostas à Polícia Militar de Pernambuco, questionando se seria possível garantir “absoluta segurança” para o confronto, agendado para esta quarta-feira, às 21h30, em São Lourenço da Mata.