Qual o preço dos atacantes do SPORT RECIFE?

Para construir o poderoso sistema ofensivo que garantiu o título do Campeonato Pernambucano, a diretoria do Sport teve que desembolsar uma quantia considerável. Os jogadores Gustavo Coutinho, Romarinho, Barletta e Lucas Lima, fundamentais na formação da equipe que almeja o acesso à Série A, foram adquiridos por cifras milionárias pelo Leão.

Esse investimento foi imediatamente recompensado com a conquista do título contra o Náutico, no último sábado, na Arena de Pernambuco. Apenas pelos dados oficiais divulgados pelo Fortaleza, clube que vendeu Romarinho e Gustavo Coutinho, estima-se que o Sport tenha desembolsado R$ 9,5 milhões pelos dois atacantes.

Calcula-se que Barletta, que obteve na Justiça sua rescisão com o Ceará, tenha custado aproximadamente R$ 6 milhões, em uma negociação conduzida diretamente com o jogador e seu empresário.

Quanto custou?

Gustavo Coutinho, o artilheiro da equipe nesta temporada, também foi o principal goleador do Sport no Campeonato Estadual, com quatro gols marcados. O montante total da negociação, considerando todos os gatilhos cumpridos, pode alcançar R$ 7 milhões.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Romarinho, o único jogador do elenco a ter participado de todas as 13 partidas do Estadual, desempenha um papel crucial no esquema tático do técnico Mariano Soso. Segundo um comunicado do Fortaleza, o clube pernambucano desembolsou R$ 2,5 milhões por 50% dos direitos econômicos do jogador. Além disso, caso o atacante alcance todas as metas estabelecidas, o Sport adquirirá mais 30% por R$ 1,5 milhão.

Chrystian Barletta foi contratado pela direção rubro-negra, que adquiriu os direitos federativos e 50% dos direitos econômicos do jogador. Barletta manteve 35% dos direitos, enquanto o Ceará ficou com os outros 15%. O diretor jurídico do Ceará, Fred Bandeira, explicou que o clube concordou em pagar R$ 2 milhões para manter os 15% dos direitos de Barletta.