MARLONE está cobrando 1,5 milhão do SPORT RECIFE?

A atmosfera de tranquilidade no Sport parece ter sido substituída pelo aroma de um problema judicial, já que um novo jogador decidiu se opor à administração do clube em um tribunal. Marlone, jogador atualmente no Vila Nova, optou por cobrar seus direitos trabalhistas remanescentes do clube através de uma ação no valor de R$1,5 milhão.

A história foi descoberta pela Rádio Jornal, que detalhou esta situação delicada enfrentada pelo clube rubro-negro. O presidente do Sport, Milton Bivar, confirmou a questão legal e compartilhou que a equipe do Departamento Jurídico do clube já está trabalhando em sua defesa. Bivar, no entanto, não parece otimista quanto a um possível acordo com Marlone, atribuindo isso à situação financeira delicada que o clube enfrenta atualmente.

O presidente do clube explica: “Marlone nos acionou na Justiça do Trabalho para receber os direitos trabalhistas que não foram pagos em 2018. A causa agora está nas mãos de nosso Departamento Jurídico, que está construindo nossa defesa. A tendência é que o processo seja levado à 12ª Vara do Trabalho. Nossos esforços estão voltados para garantir que todas as formalidades legais sejam cumpridas, mas a realidade é que, infelizmente, as condições financeiras do clube tornam inviável qualquer possibilidade de acordo com o jogador”.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

O conflito jurídico ocorre em um contexto em que o Sport Club do Recife vem passando por um período turbulento, agravado por uma série de ações judiciais movidas por vários jogadores que reclamam o pagamento de salários atrasados. Isso tem gerado uma situação financeira muito tensa para o clube.

O histórico de Marlone no Sport Club do Recife

Marlone, foi contratado pelo Sport em 2018 para a segunda passagem no clube, por empréstimo do Corinthians. No total, ele jogou 45 partidas e marcou sete gols pelo Sport naquela temporada. Antes disso, Marlone já havia se destacado pela campanha do clube no Campeonato Brasileiro de 2015, quando o Leão fez sua melhor participação nos pontos corridos, terminando no sexto lugar com 59 pontos.
Outros atletas que ingressaram com ações judiciais contra o Sport são os seguintes, juntamente com os valores reclamados:

  • Ronaldo Alves: R$ 4,1 milhões
  • Hernane Brocador: R$ 2,4 milhões
  • Jonathan Gomez: R$ 2,3 milhões
  • Renteria: R$ 1,2 milhões
  • Lucas Mugni: R$ 900 mil
  • Marcos Serrato: R$ 277 mil
  • Philip: R$ 38 mil