LEÃO da ILHA surpreendeu e contratou LATERAL HONDURENHO

Em 1999, o Sport vinha de uma performance notável no ano anterior, alcançando os play-offs do Campeonato Brasileiro. Visando fortalecer a equipe, o clube pernambucano ousou nas contratações, indo até a América Central para buscar dois jogadores de seleção: o atacante Velásquez e o protagonista deste relato, o lateral José Fernandes, conhecido como ‘El Chepo’.

Ambos os jogadores eram ídolos no Olimpia de Honduras, o clube mais popular do país, e eram presenças constantes na seleção nacional naquela época. Com essa aposta, o Sport esperava que os atletas pudessem alcançar o sucesso no futebol brasileiro.

Apesar de ser artilheiro em Honduras, Velásquez não teve um desempenho satisfatório no time pernambucano, não conseguindo marcar gols durante sua passagem pela Ilha do Retiro. Por outro lado, Chepo, então com 29 anos, conquistou o coração dos torcedores, mesmo com suas limitações técnicas. Disputando posição com Saulo, ele se destacava pela garra em campo, não desistindo facilmente das jogadas.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Gol histórico contra o Náutico

Para abrilhantar ainda mais sua passagem pelo Sport, que na época mantinha uma longa série invicta, Chepo marcou um gol espetacular de falta em um clássico contra o Náutico, no Estádio dos Aflitos, com a bola batendo no travessão e no goleiro antes de entrar, em um emocionante empate por 3 a 3.

Apesar de possuir força física, boa velocidade e um chute potente, Chepo era considerado tecnicamente fraco para os padrões do futebol brasileiro. Além disso, sua propensão para se envolver em confusões, seja com a esposa ou no trânsito, contribuiu para sua breve permanência em Recife, resultando em sua saída do Sport. No entanto, o carismático jogador permaneceu eternamente na memória dos torcedores Rubro-Negros.

O jogador se aposentou aos 32 anos e rumou para morar nos Estados Unidos. Em uma entrevista recente, manifestou o desejo de ver novos atletas hondurenhos atuarem no futebol brasileiro.