Hernane Brocador MANDOU A REAL sobre saída TERRÍVEL do Sport

O atacante Hernane Brocador, que teve duas passagens memoráveis pelo Sport Club do Recife em 2015 e de 2018 a 2021, expressou decepção com as circunstâncias de sua saída do clube. Em uma entrevista ao portal GloboEsporte.com, relatou a presença de desentendimentos internos, atraso nos salários e uma coordenação ineficaz na gestão do time.

Nesse contexto, Hernane falou sobre as situações que precipitaram sua decisão de deixar o clube. O atacante, que possui um impressionante recorde de 37 gols em 116 jogos pelo clube rubro-negro, mencionou que passou a treinar apartado do elenco principal após a conclusão da temporada de 2021.

“Eu fico triste, por que eu não esperava que iriam agir daquela forma. Acabou a temporada e em 2021 eles vieram falar que eu ia treinar em separado na Ilha (do Retiro). Não entendi nada. Mandaram o recado e eu fui treinar lá na Ilha. Eu aguentei por volta de cinco meses e chegou uma hora que foi difícil. Começaram a não me pagar e aí eu decidi tocar minha vida e essa parte eles iam resolver juridicamente.”

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

O legado de Brocador

Hernane concordou em aceitar reduções salariais e a renegociação de dívidas para continuar defendendo as cores do Sport. No entanto, ao se desligar do clube, buscou na Justiça o pagamento de R$ 2,46 milhões, abrangendo FGTS e uma indenização pela rescisão antecipada do contrato.

Vencedor do Campeonato Pernambucano em 2019 e contribuindo para a ascensão à Série A na mesma temporada, Hernane destacou que, apesar dos desafios financeiros, guarda lembranças positivas de sua passagem pelo clube leonino.
“A minha passagem foi boa. Eu conquistei título, acesso, artilharias… pude ajudar o clube. Tenho um carinho e um respeito muito grande. Sou muito grato, não tenho o que falar do Sport, apenas saí por um problema de momento do clube.”