FEDERAÇÃO quer o FIM do FUTEBOL em estado do Brasil

O ataque perpetrado por torcedores do Sport contra a delegação do Fortaleza na Região Metropolitana do Recife, na madrugada da última quinta-feira, 22, continua a gerar repercussões no cenário futebolístico.

Na terça-feira, 27, a Federação Cearense de Futebol formalizou um pedido ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para que os jogos em Pernambuco sejam interrompidos até que a segurança das equipes visitantes seja “efetivamente comprovada”.

A Federação solicita a suspensão de “todas e quaisquer” partidas de competições sancionadas pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), independente da equipe mandante, até que a segurança das equipes visitantes seja comprovada pelo poder público de Pernambuco.

Últimos pedidos

Em caso de não acolhimento desse pedido, a FCF requer que o Sport seja proibido de utilizar os estádios em Pernambuco “até que a capacidade de garantia da segurança das equipes visitantes pelos órgãos de controle do estado de Pernambuco seja efetivamente comprovada”.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

O terceiro pedido, caso os dois primeiros não sejam deferidos, é para que os times cearenses não disputem partidas em praças esportivas pernambucanas. A manifestação, apresentada pelos diretores jurídicos da FCF, Leandro Vasques e Eugênio Vasques, foi encaminhada ao presidente do STJD, José Perdiz de Jesus.

A instituição líder do futebol cearense alega que os torcedores do Sport têm praticado “de maneira recorrente, violência intensa e desproporcional, tanto contra torcidas adversárias quanto entre seus próprios adeptos”. O comunicado também faz referência a cinco incidentes em que torcedores do Sport atacaram Ceará e Fortaleza desde o ano de 2022.