Entenda como ROMÁRIO e ANDRÉ podem se desentender

Sob a liderança de Romário, ídolo do futebol e atual presidente do América-RJ, o clube surpreendeu ao anunciar a contratação do atacante André, fortalecendo o elenco para a disputa da Segunda Divisão do Campeonato Carioca. Desde que assumiu a presidência do clube em 6 de janeiro, Romário vem implementando suas visões e projetos no América-RJ.

Romário, o ídolo consagrado e agora presidente do América-RJ, expressou aos diretores e membros da comissão técnica um desejo peculiar: que os funcionários do clube, incluindo os atletas, utilizem apenas chuteiras pretas, salvo aqueles que possuem contratos de patrocínio com marcas esportivas.

Assim, o atacante André, ex-Sport, ficaria impossibilitado de usar suas chuteiras coloridas, a menos que amparado por um patrocínio. Segundo uma fonte dentro do clube, essa não é uma regra formal ou uma imposição, mas um pedido de Romário, que já havia adotado essa política em 2009 durante sua breve gestão no América-RJ.

Vai dar confusão?

André, revelado pelo Santos e com passagens por clubes como Atlético-MG, Grêmio, Corinthians, Sport, entre outros. “O homem mandou, né?”, disse o atleta que foi campeão da Copa do Brasil ao lado de Neymar e Ganso no Peixe deixando de lado qualquer problema com isso.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Naquele ano, quando o clube disputava pela primeira vez a Série B do Rio, Romário, que mantinha um contato direto com os jogadores, buscou combater o estrelismo no vestiário incentivando a uniformidade nos equipamentos.

Ele até chegou a organizar com o roupeiro do clube uma ação para pintar de preto todas as chuteiras que não seguiam o padrão, sem enfrentar resistência dos jogadores. Com a equipe toda de chuteiras pretas, o América conquistou o campeonato, e Romário participou ativamente na final contra o Artsul.

Agora de volta à presidência, Romário almeja revitalizar o clube e conduzi-lo de volta às glórias e à primeira divisão do futebol carioca.”