Emerson Leão mandou a real sobre Sport x Flamengo em 1987

Um dos mais destacados treinadores na história do Sport, Emerson Leão, esteve envolvido em duas das campanhas mais notáveis do clube em competições nacionais: na Copa União de 1987 e na Taça João Havelange de 2000. O ex-goleiro, que fez a transição das luvas para a área técnica no meio da temporada, expressou sua convicção, durante uma entrevista ao canal do YouTube ‘Flávio Prado entre amigos’, de que o Leão da Ilha do Retiro teria conseguido deter o time carioca na decisão que jamais ocorreu.

O regulamento estabelecido pela CBF para o Campeonato Brasileiro de 1987 previa a formação de dois grupos, conhecidos como módulo verde e amarelo, cada um com 16 times. Após a fase inicial, os dois primeiros colocados de cada grupo se enfrentariam em um quadrangular final. Flamengo e Internacional, vencedores do módulo verde, optaram por não participar.

Assim, coube ao Sport e Guarani, campeões do módulo amarelo, disputarem o título. Apesar do reconhecimento da força dos adversários do outro lado, Leão afirmou que o Sport complicaria as coisas na Ilha do Retiro.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“O Flamengo recusou jogar, eu acho que teria sido difícil vencer o Sport naquela época, embora eles tivessem uma equipe maravilhosa e fossem superiores. Contudo, dentro do campo da Ilha do Retiro, cheio de buracos, eles não teriam vencido.”

Qual a polêmica?

O Campeonato Brasileiro daquele ano ficou conhecido por gerar polêmicas que se prolongaram por décadas, principalmente pelo Flamengo. O regulamento da competição previa que os dois primeiros colocados dos Módulos Verde e Amarelo deveriam disputar um quadrangular final.

Apesar disso, Flamengo e Internacional recusaram-se a participar das partidas finais, resultando em W.O para Sport e Guarani. Como consequência, o Sport disputes a final contra o Guarani, vencesse e tornasse o oitavo clube a levantar a tão cobiçada Taça das Bolinhas no Brasil.