YURI ROMÃO se manifestou sobre a responsabilidade dos atentados

Após convocar uma reunião com toda a diretoria na tarde desta quinta-feira, o presidente do Sport, Yuri Romão, anunciou a intenção de solicitar uma reunião com a governadora de Pernambuco, Raquel Lyra.

O objetivo é discutir medidas que possam combater futuros episódios de violência, como o atentado contra a delegação do Fortaleza após o jogo contra o time pernambucano, válido pela Copa do Nordeste.

Segundo o presidente do Sport, a questão deixou de ser apenas relacionada ao futebol e tornou-se uma “pauta social, de segurança pública”. Yuri Romão também convidou representantes do Santa Cruz e Náutico a participarem dessa possível reunião com a governadora.

Anteriormente, a própria governadora se comprometeu a responsabilizar os culpados pelo atentado, destacando que o ato foi perpetrado por “criminosos” e não por torcedores.

Abre aspas

“Solicitamos uma agenda com governadora Raquel Lyra para que possamos, não só o Sport, mas também o Santa Cruz e o Náutico, tratar dessa pauta, que não é mais do futebol, para mim é uma pauta social, da segurança pública, deixou de ser futebol há muito tempo”,

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“A gente vê isso não só no aqui, mas também em outros estados, ações de gangues atuando de forma livre, sem punição. Por isso mesmo, a gente quer sentar com o poder público, a governadoria, o Tribunal de Justiça, a Assembleia Legislativa, o Ministério Público e a Federação Pernambucana de Futebol para que, em conjunto, a gente possa tentar banir essas pessoas dos estádios.”
“Por um vídeo que nós estávamos vendo, eu e Marcelo Paz, notadamente a gente chega à conclusão de que foi algo pensado. O vídeo está nas mídias. Estamos numa luta, há mais de dois anos, para tentar mudar o futebol no Brasil.”