Veja a MAIOR PUNIÇÃO da história do futebol brasileiro

A mais severa penalidade do futebol brasileiro foi anunciada: o Sport jogará de portões fechados e sem sua torcida como visitante em competições organizadas pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

A decisão foi deferida pelo presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), José Perdiz, na tarde desta sexta-feira, atendendo a um pedido da Procuradoria em função do episódio violento contra o ônibus do Fortaleza.

Importante ressaltar que essa medida não se aplica ao Clássico dos Clássicos deste sábado contra o Náutico nos Aflitos, válido pelo Campeonato Pernambucano, já que a torcida rubro-negra esgotou a carga de 2.800 ingressos de visitantes.

Situação do julgamento

O Sport afirmou que se pronunciará apenas quando formalmente notificado. A decisão positiva de José Perdiz, válida até o julgamento do caso, ainda sem data prevista, ocorreu horas após a Procuradoria solicitar a adoção de medidas para prevenir futuros atos de violência, semelhantes aos ocorridos na saída da Arena de Pernambuco na madrugada de quinta-feira.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Para embasar o pedido, o órgão do STJD argumentou o descumprimento pelo Rubro-negro do artigo 158 da Lei 14.597/2023, que trata da obrigação dos clubes em assegurar a segurança dos torcedores. Isso motivou a Procuradoria a entrar com a medida cautelar, considerando necessário para preservar a segurança nos jogos futuros.

Logo após saírem do estádio da Copa, onde ocorreu o empate com o Sport pela Copa do Nordeste, membros da delegação, diretoria e equipe do Fortaleza foram alvos de bombas e pedras lançadas por torcedores do time pernambucano, que, segundo o CEO do Leão do Pici, Marcelo Paz, estavam “vestidos de amarelo”.