SPORT tem uma medida muito importante para virar SAF logo

Na última terça-feira, o Conselho Deliberativo do Sport aprovou a proposta de reforma do estatuto do clube. As principais alterações na “Constituição Federal” rubro-negra abrem o caminho para a possível chegada de uma Sociedade Anônima do Futebol (SAF) à Ilha do Retiro.

No entanto, a decisão final ficará a cargo dos sócios. A convocação para a Assembleia Geral de Sócios será responsabilidade do presidente executivo, Yuri Romão, que recentemente enfatizou a necessidade de agilidade no processo.

Ele poderá convocar os associados a qualquer momento, respeitando um prazo mínimo de cinco dias úteis com a devida convocatória. As modificações no estatuto foram realizadas por uma Comissão Especial, composta pelos ex-presidentes Leonardo Lopes, João Humberto Martorelli e Arsênio Meira, além de Rodrigo Guedes (atual vice-presidente Jurídico), César Caúla, Pedro Henrique Alves e o presidente da comissão, Ademar Regueira.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Mais informações

Silvio Neves Neto, diretor jurídico, também contribuiu. Entre as exigências, está a preservação do símbolo, signos, hino e imagem do clube. Ademais, o Sport deverá manter uma participação mínima de 10% nas ações do futebol.

“Agora temos uma proposta adequada ao mundo atual, com um modelo de governança corporativa. Retiramos a estrutura engessada, centralizada, presidencialista, para uma estrutura onde as diretrizes vão ser tomadas por um Conselho de Administração.”

“O ponto fundamental (da reforma) foi a autorização que esse estatuto está dando para a realização de uma SAF. Não estamos criando uma SAF, isso passa por todo um processo, mas autoriza o clube iniciar e realizar a transformação na SAF.”