SPORT RECIFE simplesmente sofreu TRANSFER-BAN da FIFA

Em 2020, o Sport estava impedido de inscrever novos atletas devido a uma punição imposta pela Fifa. De acordo com a entidade máxima do futebol, o bloqueio estava relacionado ao caso envolvendo o Oleiros, de Portugal, e a indenização pela formação do atacante Diego Felipe Nascimento de Siqueira, que havia jogado no Sub-23 do Leão.

O Sport confirmou o bloqueio, mas não tinha conhecimento do caso específico que o originou. Conforme relatado pelo presidente Milton Bivar na época, o clube realizou o pagamento de US$ 42.876,71 – aproximadamente R$ 236.679,43 – ao Oleiros na última sexta-feira.

No entanto, a entidade ainda não havia recebido atualizações sobre o andamento judicial do caso. Através de um porta-voz, afirmou que não estava em posição de comentar sobre a evolução da situação.

Dívida de André

Simultaneamente, o Rubro-negro estava empenhado em negociar a dívida com o Sporting, de Portugal, relacionada à aquisição de André em 2017. Na última terça-feira, Milton Bivar participou de uma reunião no Rio de Janeiro com os advogados do clube e estava elaborando uma proposta de parcelamento para apresentar ao clube europeu.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Em maio, a Fifa havia ordenado ao Sport o pagamento de € 907.500,00 – aproximadamente R$ 5,94 milhões – ao Sporting, de Portugal, com um prazo de 45 dias após o fornecimento dos dados bancários pela equipe europeia. No entanto, desde então, a Fifa informava que não havia atualizações sobre o caso.

Nos meses subsequentes, o clube tentou negociar a dívida de maneiras alternativas, como parcelamento ou oferecendo os direitos econômicos do atacante Juninho (que havia deixado o Sport) e do zagueiro Adryelson, ambos formados na Ilha do Retiro. Contudo, as propostas foram recusadas pelo Sporting.