SPORT dispensou Wesley, Marquinhos e Osvaldo de uma vez

Os jogadores foram informados pela diretoria que não seriam considerados para o ano de 2018, e as prioridades de reforços para o clube eram para a zaga e meio-campo. Pela primeira vez, o Sport se pronunciou sobre os atletas que não renovariam contrato para o ano seguinte.

O diretor executivo, Alexandre Faria, anunciou que sete jogadores que encerraram seus vínculos com o clube estavam fora dos planos para o próximo ano. O volante contestado, Wesley, encabeçava a lista. Além dele, os zagueiros Igor Ribeiro, Neris e Jeferson, o meio-campista Rodrigo, e os atacantes Marquinhos e Osvaldo não faziam mais parte dos interesses do Rubro-negro.

Por outro lado, o gestor confirmou que a renovação do lateral-direito Raul Prata estava prestes a ser concretizada, conforme adiantado pelo próprio jogador à reportagem do Superesportes. As negociações com Anselmo, Mena e Patrick ainda estavam em andamento.

Osvaldo ainda é craque

Osvaldo foi escalado como titular em oito dos nove jogos do Vitória nesta temporada. Ele desempenhou um papel fundamental na campanha que levou o clube ao título da Série B em 2023. Mesmo aos 36 anos, demonstrou excelente forma física e manteve uma consistência notável em suas performances.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Com 50 jogos na temporada anterior, o jogador da camisa 11 foi o que mais entrou em campo no ano passado, contribuindo com gols importantes, como na vitória contra o Sampaio Corrêa, na 33ª rodada da Série B, e no jogo da taça, contra o Sport.

Osvaldo iniciou o ano de 2024 da mesma forma que encerrou a temporada passada e é o segundo jogador do elenco com mais partidas. Além disso, apresenta um desempenho inicial ainda melhor do que em 2023.

Nos primeiros sete jogos da temporada anterior, enquanto se adaptava ao novo clube, o atacante contribuiu com apenas uma assistência, alternando entre o banco de reservas e a equipe titular. No entanto, neste ano, já marcou dois gols e assegurou sua posição como titular na equipe sob o comando de Léo Condé.