SPORT define mais uma vez se vai fechar os portões

Em um julgamento conduzido em São Paulo, o Pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) optou por reduzir a penalidade imposta ao Sport de oito para quatro partidas de punição em relação ao incidente envolvendo uma torcida organizada e o ônibus do Fortaleza, ocorrido em 22 de fevereiro após um jogo da Copa do Nordeste.

Diferentemente da determinação anterior proferida em 12 de março, que exigia o fechamento completo do estádio, o STJD agora estabeleceu que apenas os setores Sul Superior e Sul Inferior da Arena Pernambuco, geralmente ocupados por torcidas organizadas, permanecerão fechados durante as partidas.

Considerando que três jogos já transcorreram nessas condições, o Sport enfrentará mais um jogo sem ter a totalidade da capacidade do estádio nesta quarta-feira, contra o Ceará, nas quartas de final da Copa do Nordeste. A multa de R$ 80 mil foi mantida pelo STJD, que também confirmou sua competência para julgar casos envolvendo as equipes fora do perímetro do evento esportivo.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Abre aspas

“Acredito que foi positivo. O que aconteceu foi provocado por uma parte de uma torcida organizada e isso acarretou numa punição pela primeira vez nessa esfera. Os auditores do STJD entenderam que o Sport nunca se furtou da sua responsabilidade nesse caso, mesmo com o fato tendo ocorrido a oito quilômetros do estádio”, disse o vice-presidente jurídico do Sport, Rodrigo Guedes.

“Em que pese a não desqualificação do artigo 213 do CBJD, o que isentaria o clube de qualquer responsabilidade, vemos a diminuição da pena com bons olhos. Demonstramos, através de documentos, tudo o que o clube fez e continuará fazendo para cumprir o seu papel como mandante, a fim de garantir a segurança na parte que lhe cabe”, disse o presidente Yuri Romão.

Com isso, o Sport Recife não precisará fechas as portas de seu estádio bem antes do estipulado.