Promessa do Flamengo, ex-Sport acertou volta ao Brasil

A Chapecoense confirmou mais duas contratações para as competições de 2024. A diretoria do clube anunciou o retorno do meio-campista Thomás Bedinelli, de 30 anos, e a aquisição, por meio de empréstimo, do zagueiro Habraão, de 22 anos.

Bedinelli desempenhou um papel crucial na permanência da Chape na Série B em 2022, participando de 15 jogos e contribuindo com dois gols e duas assistências. Com formação nas categorias de base do Flamengo, o meia já passou por clubes como Joinville, Ponte Preta, Santa Cruz, Sport e Londrina.

No ano anterior, disputou 28 partidas pelo Gwangju, na Coréia do Sul, marcando dois gols e fornecendo uma assistência. Seu contrato com a Chapecoense se estende até novembro de 2025. A equipe iniciará sua temporada em 26 de janeiro, enfrentando o Hercílio Luz pelo Campeonato Catarinense às 19h30.

Como foi a carreira do atleta?

Por outro lado, a trajetória de Bedinelli pelo Sport, após se destacar no Campeonato Pernambucano pelo Santa Cruz, envolveu 29 partidas e quatro gols marcados, embora não tenha alcançado o status de titular absoluto.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

No Flamengo, assim como os jovens da geração atual, Thomás ascendeu à equipe principal com prestígio junto à torcida, graças à conquista da Copinha em 2011 e ao apoio de Vanderlei Luxemburgo. No entanto, ao contrário dos jogadores atuais, ele e seus colegas não obtiveram o mesmo sucesso no clube, atribuindo esse fato a um motivo específico, segundo o meio-campista.

“Era uma geração muito boa, ganhamos a Taça São Paulo, maioria na seleção. Só que naquele momento o Flamengo era diferente, estava em formação, não era tão bem estruturado como hoje. Então, a gente meio que entrou ali para resolver um problema. E você vai oscilar. Se entra em um time encaixado, não tem tanta responsabilidade, as coisas vêm acontecendo.”