Presidente quer que torcida do Sport não possa mais ir aos jogos

O presidente da Federação Pernambucana de Futebol, Evandro Carvalho, anunciou que, nesta tarde de quinta-feira, planeja visitar a sede da CBF para apresentar a proposta de implementação da medida de torcida única em todas as partidas realizadas no país ao longo de um período de um ano.

A iniciativa do dirigente pernambucano surge um dia após o atentado à delegação do Fortaleza, que ocorreu após a partida contra o Sport na Arena de Pernambuco, válida pela Copa do Nordeste. Durante o ataque, o ônibus, transportando jogadores, comissão técnica, diretores e demais membros da equipe cearense, foi alvo de bombas e pedras.

Como resultado, seis atletas foram feridos e encaminhados a hospitais no Recife, porém, já receberam alta e retornaram a Fortaleza. Com essa possível medida, os torcedores do Sport seriam impedidos de ir aos jogos do rubro-negro fora da Arena, valendo em todos os Estados brasileiros.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Abre aspas e histórico do Presidente

“Eu sou a favor de torcida única e não apenas nos jogos daqui (Pernambuco), mas em todos os jogos no Brasil, pelo menos por um ano. Para servir de alerta e modelo para fazer com que o torcedor de bem consiga se impor perante esses marginais que são uma minoria.”

Anteriormente, a Federação Pernambucana havia estabelecido a restrição de torcidas únicas nos confrontos envolvendo três clubes da região, em decorrência de incidentes e tumultos ocorridos no clássico entre Sport e Santa Cruz na Arena de Pernambuco.

Entretanto, a medida foi revogada três dias depois, após o Tribunal de Justiça Desportiva de Pernambuco atender a uma ação apresentada pelas diretorias de Sport, Náutico e Santa Cruz, que solicitavam a permissão de torcidas mistas nos jogos entre as equipes.