Por que surgiu o nome CLÁSSICO DAS MULTIDÕES?

Os três grandes confrontos pernambucanos ultrapassaram a marca de 500 partidas cada. Ao longo de um século, esses encontros foram descritos de diversas maneiras: matchs, prélios, pelejas… clássicos. Atualmente, cada confronto possui uma denominação específica, enraizada na tradição.

Embora seja desafiador precisar as datas exatas, as primeiras menções dessas designações ocorreram há mais de seis décadas, aproximadamente. Não é simples determinar com exatidão quando essas nomenclaturas surgiram, mas é possível rastrear as primeiras referências no Diario de Pernambuco.

Foi nesse periódico que os jogos do Campeonato Estadual deixaram de ser rotulados como “clássicos citadinos” ou versões de outras praças, como o “Fla-Flu do Nordeste” para os confrontos entre Náutico e Sport.

O Registro

O Sport já ostentava o status de maior campeão, acumulando onze títulos, enquanto o Santa Cruz era reconhecido como o clube mais popular nos subúrbios, atraindo consistentemente grandes públicos. O primeiro registro encontrado pelo blog, datado de 4 de julho de 1943, deixa evidente que tanto o Sport quanto o Santa Cruz eram responsáveis pelos maiores públicos na Ilha, que era o principal estádio da época.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“Mesmo que a disputa de hoje não tivesse as características de uma decisão importante, estaríamos certos do seu êxito, pois o clássico Santa Cruz x Esporte tem o seu prestígio e o seu numeroso público. Foi este encontro que, em todos os tempos, assinalou os maiores records de bilheterias que temos registrado.”

“Ainda este ano, proporcionando um encontro emocionante, o clássico das multidões rendeu a importância de vinte e um mil cruzeiros, renda esta que, desde 1940, não registrávamos.”

O inaugural Clássico das Multidões aconteceu em 6 de maio de 1916, resultando em uma vitória de 2 a 0 para o Sport em um amistoso contra o Santa Cruz. No mesmo ano, ocorreu a primeira final estadual entre os dois clubes, e os rubro-negros triunfaram sobre o tricolor, marcando o início da rivalidade. Ao longo das competições do Campeonato Pernambucano, Sport e Santa Cruz se enfrentaram em 24 finais.