Por que o Sport Recife DISPENSOU Claudinei Oliveira?

A decisão de encerrar a segunda passagem de Claudinei Oliveira na Ilha do Retiro foi tomada de forma conjunta nos últimos dias entre as partes envolvidas. O técnico, que encerra sua trajetória no Sport com um aproveitamento de 55% em sua segunda passagem, não seguirá no clube para a temporada de 2023.

A diretoria rubro-negra, em conjunto com o empresário do treinador, Hugo Magalhães, optou por romper o contrato, que estava previsto para encerrar no final deste mês. A notícia foi confirmada diretamente do agente de Claudinei Oliveira.

O Sport também se pronunciou sobre a saída do treinador por meio de suas redes sociais. De acordo com as declarações do empresário Hugo Magalhães, a decisão de encerrar a parceria para o ano de 2023 foi tomada em consenso nos últimos dias, considerando a amizade entre as partes envolvidas, incluindo Augusto Carreras e Yuri.

Tinha uma cláusula?

Apesar de possuir uma cláusula de renovação automática no contrato em caso de acesso à Série A, o Sport não conseguiu essa promoção, mesmo tendo chances, ainda que mínimas, na última rodada do Campeonato Brasileiro. Claudinei Oliveira chegou à Ilha do Retiro para sua segunda passagem, substituindo Lisca no início do returno da Série B. Em 18 jogos, o treinador acumulou nove vitórias, três empates e seis derrotas, alcançando um aproveitamento de 55,5% dos pontos disputados.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Depois de deixar o Sport, o treinador acertou sua ida para o Vila Nova. Claudinei Oliveira ocupava o cargo desde o início da temporada, conduzindo a equipe até as quartas de final do Campeonato Goiano, onde foi eliminado pelo Anápolis. No início da Série B, o time sob o comando de Claudinei Oliveira teve uma presença consistente no G-4, inclusive liderando a competição por quatro rodadas.

Ao longo desse período, foram disputados 34 jogos, resultando em 13 vitórias, 11 empates e dez derrotas. Deixando a equipe no 7° lugar da Série B.