Nelsinho Baptista PISTOLOU e “pediu o chapéu” do Sport Recife

A temporada de 2018 foi difícil para o Sport e seu treinador, Nelsinho Baptista, não conseguiu reverter a situação. Depois da partida contra o Botafogo pelo Campeonato Brasileiro em abril de 2018 e com a atmosfera pesada nos bastidores do clube, Baptista deu sua entrevista coletiva usual, onde insinuou alguns dos problemas enfrentados no clube.

“Estou fora do Sport. Não consigo trabalhar com pessoas que enganam todo mundo”, desabafou o técnico, denunciando a falta de transparência na gestão do clube. Em particular, a entrevista de Leonardo Lopes, diretor de futebol do Sport, que precedeu a partida contra o Botafogo, resultou numa desavença aberta com Baptista.

Sob seu comando, o Sport sofreu várias derrotas importantes, incluindo a eliminação na segunda fase da Copa do Brasil e uma semi-final desastrosa no Campeonato Pernambucano. Se não bastasse, o clube também perdeu jogadores-chave, como Patrick, Rithely, Diego Souza e André, o que contribuiu para a posição atual do time: o incômodo 17º lugar na Série A, com apenas um ponto.

Por outro lado, Nelsinho teve que liderar a mudança do elenco, visto que teve que trabalhar com um orçamento apertado e contratar jogadores com menos peso no mercado brasileiro. Ao todo, foram oito novas contratações, incluindo Cláudio Winck, Max, Ernando, Ferreira, Nonoca, Andrigo, Carlos Henrique e Hygor.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Um retorno bem menos glorioso para Nelsinho Baptista

Após nove anos no futebol japonês, Nelsinho Baptista retornou ao Sport para sua segunda passagem. Em seu primeiro mandato, obteve conquistas significativas, incluindo os Campeonatos Pernambucanos de 2008 e 2009, além da Copa do Brasil de 2008. Desta vez, no entanto, a história tem sido dramaticamente diferente. Nesta temporada, Baptista liderou o Sport em 17 partidas, resultando em sete vitórias, sete empates e três derrotas.

Quanto à crise financeira do clube, Nelsinho foi bastante franco: “Todo mundo sabe, só eles (a diretoria) que não sabem”. Em sua entrevista coletiva, ele fez duras críticas à gestão do clube e fez o apelo que o Sport merece confiança e transparência.

Finalmente, falando sobre seu futuro, Nelsinho foi categórico: “Meu ciclo no Sport acabou. Talvez o torcedor fique magoado comigo, mas lá na frente eles vão entender.” O técnico de 69 anos expressou sua vontade de descansar e passar mais tempo com sua família, sem mencionar qualquer plano de voltar ao futebol em breve.