Meia grande promessa foi rebaixado no Sport Recife

Andrigo enfrentou um final de ano desafiador em 2018. O meia ficou marcado pelo rebaixamento com o Sport, sua terceira experiência consecutiva nesse cenário (2016 com o Internacional, 2017 com o Atlético-GO). Na época, pelo menos quatro clubes brasileiros demonstraram interesse no jogador de 23 anos, eleito o melhor do Gauchão em 2016: Ceará, Coritiba, Vitória e Ponte Preta.

Andrigo participou de 33 jogos, sendo 16 pelo Ceará, incluindo Campeonato Cearense, Copa do Nordeste e Copa do Brasil, onde marcou seis gols. O desempenho durante esse período foi notável, com o registro de oito vitórias, seis empates e apenas duas derrotas.

Emprestado ao Sport pelo Internacional, começou o Brasileirão como titular, mas uma lesão o afastou temporariamente. Retornou à equipe com a chegada do técnico Milton Mendes. Dos 38 jogos disputados pelo Sport, Andrigo esteve em campo em 17, muitas vezes atuando como atacante ou lateral-direito por necessidade.

Apesar de ter sido titular em apenas cinco partidas, contribuiu com 40% de aproveitamento, uma marca que teria sido suficiente para evitar o rebaixamento.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

O que ele disse?

“Vinha em uma temporada muito boa pelo Ceará, usando minha principal característica, que é ser um meia que entra na área e participação no jogo. Estava fazendo gols e dando assistências. Mas o que mais me prejudicou não foi a mudança de time, foi a falta de sequência no Sport.”

“Lá, tive uma lesão e, quando estava me recuperando, tivemos que apressar o processo para voltar o quanto antes e ajudar o time que estava em um momento delicado. Essa aceleração na recuperação me causou outra lesão e me tirou uma sequência que estava sendo positiva no início pelo Sport.”

“Nunca é bom essa situação, fiquei muito triste com o resultado do Sport na competição, ninguém mais do que nós queria terminar de outra forma. Respeito muito a torcida e o clube. Mas sei que quando pude ajudar eu dei meu máximo, dos cinco jogos como titular tive percentual de aproveitamento de permanência na Série A, e joguei improvisado em quatro posições durante os jogos: lateral-direito, centroavante, meia e volante.”