LEMBRA? Mariano Soso foi vaiado e hostilizado na 1ª semana no SPORT

Completamente dominado, o Sport perdeu por 4 a 2 para o Retrô em 17 de janeiro de 2024, na Arena de Pernambuco, pela 2ª rodada do Campeonato Pernambucano. A Fênix construiu sua vantagem ainda no primeiro tempo, marcando todos os seus quatro gols com Luisinho (duas vezes), Radsley e Fernandinho.

Essa partida ficou marcada como o 2º jogo do técnico Mariano Soso pelo Sport, e o mesmo foi hostilizado e xingado pela sua torcida. Nem daria para imaginar que o Leão seria o único das séries A e B com 100% de aproveitamento.

O Leão chegou a empatar a partida com o estreante Arthur Caíke, mas não conseguiu segurar o time de Camaragibe. No final do segundo tempo, o lateral-esquerdo Felipinho diminuiu a diferença e evitou uma goleada, mas não escapou das vaias contundentes dos mais de oito mil rubro-negros que foram a São Lourenço da Mata no horário inconveniente das 19h.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Sobrou para o gringo

O técnico Mariano Soso também não foi poupado pelo vexame. Ainda no intervalo, parte da torcida gritou “burro” para o argentino. O zagueiro Alisson Cassiano foi outro alvo das críticas, devido a uma falha que originou um dos gols da Fênix.

Para piorar a situação, o lateral-direito Lucas Ramon, que entrou no segundo tempo, foi expulso. Os visitantes também tiveram um jogador expulso, Alencar, por provocar a torcida após ser substituído.

Com o resultado, o Retrô se isolou momentaneamente na liderança do Campeonato Pernambucano, com seis pontos e seis gols de saldo. O Sport, por sua vez, permaneceu em quinto, com três pontos. No entanto, ao final do Campeonato, o Sport sagrou-se campeão ao derrotar o Náutico, enquanto o Retrô foi eliminado nas semifinais pelo Timbu.