Lateral do SPORT superou tumor e voltou a atuar

Antes de enfrentar seu sério problema de saúde, Eduardo participou de sua última partida em campo no dia 20 de julho de 2021. Na ocasião, jogando pelo América-MG aos 34 anos, o lateral-direito teve que ser substituído no intervalo do jogo contra o Sport devido a uma pancada na tíbia.

Dois meses depois, ele recebeu o diagnóstico de um tumor ósseo na perna, marcando a segunda vez em sua carreira. Agora, após quase um ano afastado dos campos, Eduardo retornou ao futebol em 2022, representando o Leão. O primeiro diagnóstico ocorreu em 2019, quando atuava pela Chapecoense, revelando um tumor benigno na tíbia.

Contudo, dois anos depois, em 2021, o lateral-direito voltou a sentir dores na região e precisou ser afastado. Os novos exames, então, indicaram uma recidiva do quadro do tumor benigno.

“Sofri muito. Mas o deserto sempre acaba. Deserto não é lugar de morada, é lugar de passagem. Aqui eu vou retomar minha carreira, vou retomar minha vida.”

Sequencia de problemas

Em 2019, enquanto defendia a Chapecoense, Eduardo recebeu o primeiro diagnóstico de um tumor benigno na tíbia. “Conseguimos ultrapassar essa barreira em silêncio, sem muito alarde. Até porque eu não gosto muito de vitimismo. A Chapecoense me deu suporte para que eu pudesse me recuperar.”

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Entretanto, em 2021, dois anos após o primeiro diagnóstico, o lateral-direito voltou a experimentar desconfortos na região e teve que ser afastado do campo. Os exames subsequentes, por sua vez, revelaram uma recorrência do quadro do tumor benigno.

Em janeiro de 2022, Eduardo deu início à sua preparação física e estava participando dos treinos no América-MG antes de ser emprestado ao Sport. Agora, ele retoma sua carreira no futebol ao integrar a equipe na Ilha do Retiro.

“Estou muito feliz de estar aqui. Tenho familiares torcedores do Sport, então vou ter muita cobrança, além da torcida. Com certeza hoje posso dizer que vivo o melhor momento da minha vida e da minha carreira, porque estou feliz de voltar.”