Justiça DECRETOU e SPORT teve que desembolsar 1,2 milhões

O Sport, empenhado em solucionar suas dívidas, enfrentou um revés recente nos tribunais que pode impactar ainda mais seu planejamento financeiro. A Justiça determinou que o clube quite pendências com os zagueiros Matheus Ferraz, atualmente no Fluminense, e Renato Oliveira, defendendo o Rio Branco-PR, além do volante Jean Patrick, agora no Cuiabá.

Matheus Ferraz, que atuou pelo Rubro-Negro entre 2015 e 2017, viu o clube ser condenado a pagar R$ 480 mil em decorrência de reajustes nos valores de direito de imagem. Adicionalmente, a Justiça ordenou o pagamento de diferenças de décimo terceiro salário, férias e FGTS.

No caso de Renato, que teve uma participação breve em 2019 durante o Campeonato Pernambucano, o Sport terá que desembolsar R$ 250 mil, referentes a salários atrasados e direitos trabalhistas.

Quanto a Jean Patrick, que deixou o Leão em agosto após obter na Justiça a rescisão indireta do contrato, o Sport deverá pagar R$ 620 mil em salários atrasados. Vale ressaltar que, no processo, o clube alegou rescisão por justa causa devido à ausência do jogador na reapresentação com o restante do elenco, mas tal pedido não foi acatado pela Justiça.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Finanças do clube

O resultado financeiro do Sport em 2021 acabou sendo caótico. Embora tenha registrado sua maior receita total nos últimos três anos, totalizando R$ 94,1 milhões, o clube encerrou o período com um saldo negativo de R$ 70,2 milhões.

Na esfera trabalhista, o departamento jurídico classificou 87 processos trabalhistas como “prováveis perdas”, totalizando R$ 29,8 milhões. Esses casos foram integralmente provisionados na estrutura contábil do clube, sendo contabilizados como dívida, embora o Sport possa eventualmente pagar menos, dependendo da sentença.

Além disso, foram identificadas outras 137 ações como “possíveis perdas”, com um valor que pode chegar a R$ 54,10 milhões, demandando mais esforços nos tribunais. Em resumo, esses 224 processos totalizam R$ 83.944.198.