Jogador do Galo não supera derrota pro Sport e perde as estribeiras

Na última quarta-feira (22), o Atlético-MG sofreu uma derrota por 1 a 0 para o Sport na Arena Pernambuco, partida válida pela terceira fase da Copa do Brasil. Apesar da derrota, o Galo avançou às oitavas de final devido à vitória no agregado por 2 a 1. No entanto, o resultado deixou marcas, especialmente para o lateral-esquerdo Guilherme Arana, que não escondeu sua insatisfação com a performance da equipe.

A atuação do Atlético-MG foi motivo de crítica não só pela torcida, mas também internamente. Arana, um dos líderes do elenco, expressou seu descontentamento com a falta de intensidade e a apatia do time durante os 90 minutos.

“Não pode ter esse tipo de atuação em um jogo decisivo. A gente sabia da importância do confronto e mesmo assim deixamos a desejar em muitos aspectos,” declarou Arana em entrevista após o jogo.

Um Gol caro ao Galo

O único gol da partida foi marcado por Chrystian Barletta aos 13 minutos do primeiro tempo. A defesa do Galo falhou em marcar corretamente, permitindo que Barletta tivesse liberdade para finalizar e balançar as redes.

Esse gol foi um balde de água fria para o Atlético, que não conseguiu reagir de forma eficaz ao longo do restante da partida.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

A ausência de jogadores-chave como Hulk e Otávio foi sentida. Sem esses pilares, o Galo demonstrou dificuldades em manter a coesão tática e a intensidade necessária para controlar o jogo. Arana destacou que as ausências não podem ser desculpa para a falta de comprometimento e esforço em campo.

“Precisamos encontrar alternativas e ajustar a equipe. Não podemos depender de um ou dois jogadores para manter o nível de performance,” criticou o lateral.

O técnico Gabriel Milito, ciente das limitações do time, já está trabalhando para ajustar a equipe. Ele admitiu que o Sport soube explorar as falhas do Atlético e que ajustes são necessários.

“Temos que aprender com os erros e seguir em frente. A próxima fase da Copa do Brasil será ainda mais desafiadora e precisamos estar preparados,” disse Milito.

O Atlético-MG se prepara agora para a sequência da Copa Libertadores contra o Caracas. A recuperação da confiança e a reestruturação tática serão fundamentais para que o time possa continuar a busca por títulos na temporada.

Para o Sport, a vitória serve como um alívio e um incentivo, mostrando que a equipe pode competir em alto nível e causar dificuldades para adversários fortes na temporada. A performance de Chrystian Barletta e a solidez defensiva foram pontos positivos destacados pelo técnico Mariano Soso.