Goleador do SPORT estava passando por momento delicado

Por um lado, o gol marcado por Gustavo Coutinho na vitória do Sport por 3 a 0 sobre o Juazeirense, nesta quarta-feira, pela Copa do Nordeste, trouxe um certo alívio em relação ao jejum de seis partidas sem marcar.

Por outro lado, o desempenho do camisa 9 rubro-negro deixou a desejar mais uma vez, não conseguindo replicar o bom futebol de suas atuações anteriores. No primeiro tempo, Coutinho desperdiçou uma boa oportunidade em um contra-ataque conduzido por Romarinho.

Após receber um passe longo, ele dominou a bola, ficou cara a cara com o goleiro, mas finalizou mal, sendo bloqueado pelo defensor adversário. Na segunda chance, ele foi eficaz. Após outra jogada brilhante de Romarinho, Gustavo Coutinho mostrou seu instinto goleador e, bem posicionado, recebeu o passe na pequena área e abriu o placar para o Sport.

E o resto da atuação

Entretanto, após o gol, o atacante teve pouca participação no restante do jogo. Mesmo jogando contra um adversário com um jogador a menos no segundo tempo devido a uma expulsão, Gustavo Coutinho permaneceu apagado ao longo dos 90 minutos.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Embora tenha tido uma atuação semelhante à de jogos anteriores, como contra o ABC no último sábado, Coutinho agora acumula oito gols na temporada, sendo quatro deles na Copa do Nordeste, onde é o segundo artilheiro. O alerta é acentuado pelo momento de ascensão do também centroavante Zé Roberto (suspenso contra o Juazeirense).

Na partida anterior, ele marcou um gol e deu uma assistência contra o ABC. O técnico Mariano Soso reconheceu a existência de uma competição “saudável” pela vaga no time titular. Com o desempenho irregular e a queda de forma nesta fase da temporada, Coutinho não desfruta mais da mesma garantia de titularidade que tinha algumas semanas atrás.