Foi divulgada a maior punição do futebol brasileiro para o SPORT

No julgamento ocorrido nesta terça-feira (12), o Sport foi sancionado por unanimidade pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) com oito jogos de portões fechados e multa de R$ 80 mil devido ao incidente envolvendo o ônibus do Fortaleza após um confronto pela Copa do Nordeste.

A decisão foi fundamentada no art. 213 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) e é aplicável a competições organizadas pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), como a Copa do Brasil, a Copa do Nordeste e a Série B.

Além da ausência de público nos jogos em casa, o Sport não terá direito à carga de ingressos como visitante enquanto a penalidade não for completamente cumprida. É relevante notar que, desde a punição preventiva, o Leão ainda não teve nenhuma partida como mandante em competições da CBF. O primeiro jogo da punição ocorrerá contra o Murici-AL, pela Copa do Brasil.

Como foi o julgamento?

O Sport foi representado no julgamento desta terça-feira (12) pelo vice-presidente Jurídico, Rodrigo Guedes, e pelo diretor jurídico, Silvio Baptista. A decisão do STJD foi de primeira instância, e a diretoria rubro-negra planeja recorrer ao pleno.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Os auditores do STJD levaram em consideração a reincidência do Sport nos últimos anos em atos de vandalismo perpetrados por membros de torcidas organizadas em sua argumentação. Foram citados exemplos como a invasão de campo na partida contra o Vasco, pela Série B de 2022, e o arremesso de cadeiras na final da Copa do Nordeste contra o Ceará no ano anterior.

O Dr. Washington Oliveira chegou a solicitar a inclusão do Sport no art. 205, pleiteando a exclusão do Leão da Copa do Nordeste, mas nenhum dos presentes seguiu seu voto.

No dia 21 de fevereiro, após o empate em 1 a 1 entre Sport e Fortaleza, ocorreu um ato de vandalismo. O ônibus da equipe cearense foi atacado com pedras e bombas enquanto se dirigia ao hotel. Seis jogadores (Escobar, Pocchetino, Lucero, Brítez, Cardona e Machuca) ficaram feridos como resultado desse incidente.