Ex-Sport perdeu 3,2 milhões devido a sua inocência

Magno Alves foi vítima de um grande golpe financeiro. O ex-jogador investiu mais de R$ 32 milhões na Braiscompany, empresa de criptomoedas que está sob investigação por crimes contra o sistema financeiro. O montante foi investido com a promessa de rendimentos de até 10% ao mês, no entanto, a partir de dezembro de 2022, a empresa passou a não cumprir com os compromissos assumidos, colocando o patrimônio do ex-atacante em risco.

O “Magnata”, como é conhecido, solicita através de processo, o bloqueio desse valor investido nas contas dos donos da Braiscompany. Adicionalmente, pede o bloqueio de todo e qualquer ativo de criptomoedas sob custódia da empresa. Vale lembrar que a companhia já tem o patrimônio bloqueado pela justiça.

Entrando na Braiscompany como investidor em fevereiro de 2021, o ex-jogador tinha a esperança de receber rendimentos que variavam de 3 a 10% ao mês. A execução do contrato começou de maneira satisfatória, provocando em Magno Alves a confiança em colocar mais capital na companhia. Contudo, a partir de dezembro de 2022, a Braiscompany deixou de honrar os compromissos assumidos.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Proprietários da Braiscompany, Antônio Neto Ais e Fabrícia Campos, continuam foragidos. Através da operação fundada sob suspeitas de pirâmide financeira, a companhia captava novos clientes para saldar os pagamentos dos investidores já existentes.

O que vai acontecer com os golpistas?

Conforme cita o processo, a Braiscompany está sob intensa investigação pelos crimes contra o sistema financeiro. Na primeira fase da operação, oito mandados de busca e apreensão foram cumpridos em três cidades: Campina Grande, João Pessoa e São Paulo. Magno Alves preferiu não se pronunciar sobre o caso, o qual ainda está em andamento.

Magno Alves, aos 47 anos, é reconhecido por uma carreira marcante no esporte, com passagens memoráveis por diversos times brasileiros. Ídolo tanto do Ceará quanto do Fluminense, o ex-atacante é o segundo maior artilheiro do Tricolor carioca no século, com 63 gols marcados. Pelo Sport foram 4 partidas sem marcas gols.