EDUARDO VARGAS ainda não sabe se virá jogar no NORDESTE

O atacante chileno Eduardo Vargas não esteve disponível para o Atlético no jogo deste sábado (2), onde o Galo venceu o Ipatinga por 3 a 0 na Arena MRV, em Belo Horizonte. A ausência de Vargas foi devido às negociações em andamento com o Fortaleza.

A decisão sobre o futuro do jogador está prevista para os próximos dias, com um entendimento já encaminhado entre os dois clubes, conforme apurado pela Itatiaia. O único ponto de impasse reside na vontade do próprio jogador, que ainda não está totalmente convencido de se transferir do Galo para o Leão do Pici.

O prazo para transferências de jogadores no Brasil se estende até a próxima quinta-feira (7). A negociação contempla uma transferência por empréstimo, com o clube nordestino contribuindo com parte dos salários. O contrato de Vargas com o Atlético vai até o final de 2024, e a partir de julho, ele poderá assinar um pré-contrato e sair do clube mineiro sem custos.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Jogador virá para o Nordeste?

Apesar do desejo inicial do Atlético em receber uma compensação financeira e liberar o jogador em definitivo, as circunstâncias indicam que a saída será por empréstimo, proporcionando ao Galo um alívio parcial na folha salarial até dezembro.

O elevado valor dos vencimentos mensais de Vargas levou o Fortaleza a recuar na negociação na última quinta-feira (29), mas o staff do jogador e as diretorias estão trabalhando para manter as tratativas em andamento.

O interesse do Fortaleza em Vargas tem uma razão específica. Em meados de março, seu centroavante titular, o argentino Martin Lucero, enfrentará uma audiência no TAS (Tribunal Arbitral do Esporte). Ele tem atuado por meio de um efeito suspensivo após ser suspenso em agosto de 2023, por quatro meses pela FIFA, em resposta ao Colo Colo, seu ex-clube, alegando quebra de contrato.