DIEGO SOUZA já marcou gol esquecido pelo Puskas

Em 29 de novembro de 2009, o Palmeiras triunfou sobre o Atlético Mineiro por 3 a 1, durante o Campeonato Brasileiro daquele ano. Os gols foram anotados por Cleiton Xavier, Vagner Love e Diego Souza, este último destacando-se com um extraordinário gol de cobertura do meio de campo, levando o antigo Parque Antártica à euforia.

O ambiente no Palmeiras estava tenso antes da partida, com uma sequência de quatro jogos sem vitória, conflitos internos que resultaram na dispensa de Obina e Maurício, além de incidentes em que torcedores cercaram o ônibus da equipe. No início da rodada, o São Paulo liderava com 62 pontos, enquanto o Palmeiras ocupava a 4ª posição, com 59 pontos, três à frente do Atlético Mineiro, que estava em 5º lugar. A tabela de classificação estava altamente disputada.

Sob intensa pressão, a equipe comandada por Muricy Ramalho entrou em campo para a penúltima rodada do Campeonato Brasileiro com a seguinte escalação: Marcos; Figueroa, Maurício Ramos, Danilo e Wendel; Edmílson, Sandro Silva, Sacconi e Cleiton Xavier; Diego Souza e Vagner Love.

A partida

O jogo teve início frenético, com Cleiton Xavier marcando nos primeiros minutos e Diego Tardelli empatando aos 12′. Aos 4′, Diego Souza recolocou o Palmeiras à frente com um gol impressionante: após um lançamento longo para Vagner Love, o goleiro dividiu a bola de carrinho, que flutuou até o círculo central, onde Diego Souza chutou de cobertura, marcando um golaço.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Aos 45′, Vagner Love, que estava sendo vaiado pela torcida, ampliou para 3 a 1. Na segunda etapa, o time mineiro buscou o empate, mas o Palmeiras soube resistir à pressão. Ao final da rodada e com outros resultados, o Flamengo assumiu a liderança com 64 pontos, enquanto o Palmeiras ocupou a terceira posição, com 62 pontos.

A FIFA instituiu o Prêmio Puskás com o intuito de reconhecer o gol mais espetacular da temporada, e o futebol brasileiro já teve a honra de conquistá-lo duas vezes, com Neymar em 2011 e Wendell Lira em 2015. Contudo, alguns gols memoráveis no contexto do Brasileirão poderiam facilmente ter figurado, no mínimo, como concorrentes, mas acabaram sendo negligenciados. O notável gol de Diego Souza é um exemplo notável dessa categoria.