CRIA do SPORT deu balão para torcida do Náutico

Ao final do primeiro tempo, o clima de tensão se estabeleceu nos Aflitos, na noite deste sábado, durante o clássico entre Náutico e Sport. No primeiro confronto com torcida única em 2023, uma confusão generalizada ocorreu, tanto no campo quanto nas arquibancadas, após o volante Pedro Martins chutar em direção à torcida alvirrubra.

Esse lance indignou os jogadores do Náutico, levando-os a confrontar a arbitragem e o jogador rubro-negro da base, que foi afastado pelo zagueiro Sabino. Logo em seguida, os jogadores reservas de ambas as equipes deixaram seus bancos e se envolveram em uma confusão na beira do campo.

O árbitro mostrou cartão amarelo para Pedro Martins, o zagueiro Deyvson – no banco do Sport – e o meio-campista Jorginho, por reclamação. No lado do Náutico, Júlio e o técnico Dado Cavalcanti receberam advertências. Após as altercações em campo, a confusão se estendeu para as arquibancadas.

Confusão no povo

A briga teve início no setor atrás da barra do goleiro Renan, do Sport, após a descoberta de torcedores rubro-negros infiltrados pelos torcedores alvirrubros presentes. Pelo menos quatro pessoas foram retiradas do setor Vermelho e outras do setor Hexa.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Ao término do primeiro tempo, novas confusões surgiram. Durante o intervalo, outro torcedor infiltrado foi identificado, agredido pelos torcedores alvirrubros e precisou ser resgatado para dentro do gramado por membros do Batalhão de Choque da Polícia Militar.

No início do segundo tempo, torcedores do Náutico, entre os setores Vermelho e Hexa, lançaram objetos para o campo quando os jogadores do Sport se aproximavam das bandeirinhas de escanteio. O árbitro José Washington e alguns jogadores do Timbu presentes no setor recolheram os objetos.

O clássico terminou em empate, 2 a 2, com o último gol do Náutico aos 47 minutos do segundo tempo. Após o apito final, jogadores do Sport e o preparador de goleiros, Jorcey Anísio, protestaram contra a arbitragem, e o Batalhão de Choque interveio novamente, formando uma proteção ao redor do trio.