Artilheiro SUBIU com o SPORT RECIFE e ficou marcado na história

Para os torcedores do Sport, o nome Bruno Mineiro desperta intensa nostalgia. Ele nos remete à tarde cinzenta de 26 de novembro de 2011, quando o atacante marcou o gol mais emblemático de sua passagem pelo clube. Mesmo após uma década, aquele único gol na partida contra o Vila Nova no Serra Dourada ainda reverbera. Ali, uma vitória magra de 1×0 garantiu o retorno da equipe pernambucana para a Série A do Brasileirão.

Naquele ano icônico, Bruno Mineiro balançou as redes 18 vezes pelo Sport. No entanto, é esse gol particular que está eternizado na memória dos torcedores. “Quando falam em Bruno Mineiro no Recife, eles lembram desse gol. Pra mim é gratificante”, relata o jogador. E foi justamente esse gol que selou um dos momentos mais celebrados da história recente do Leão.

O Leão precisava de derrotas improváveis de rivais que estavam acima na tabela de classificação, como Vitória e Bragantino. Bruno Mineiro relembra: “Faltavam quatro jogos e nós não tínhamos chance. Aí faltavam três jogos, os outros times perderam. Então caiu no nosso colo essa classificação porque só dependia de nós. Antes não dependia”.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Como foi o jogo?

O momento-chave para a euforia da torcida foi a penúltima rodada. Naquele dia, o Sport vencia o Paraná na Ilha do Retiro por 3×0. Enquanto isso, no Barradão, o Vitória perdia de virada para o São Caetano: 2×1. A euforia pela possibilidade de volta à elite estava no auge e todos os olhos estavam voltados para o confronto decisivo contra o Vila Nova.

O Vila Nova já estava garantido na Série C e jogaria com vários reservas. O Sport precisava de uma vitória simples, o que motivou muitos torcedores a viajarem para Goiânia. As reportagens da época estimam em 5 mil o número de torcedores do Sport que marcaram presença nas arquibancadas do Serra Dourada.

O jogo, no entanto, não foi fácil. Chovia forte em Goiânia, dificultando a boa fluidez da partida. Mas a esperança se renovou com a entrada de Bruno Mineiro aos 13 minutos do primeiro tempo. Foi numa jogada com a participação dele e Marcelinho Paraíba que o Leão conseguiu balançar as redes aos 27 minutos do segundo tempo. Resto, como dizem, é história.