Veja o valor milionário que o Sport deu nas mãos dos portugueses

Dentro do rol das maiores contratações de atletas na história do Sport, a chegada de Coutinho para um contrato de quatro anos se estabelece como a segunda maior aquisição do clube, ficando apenas atrás da transação envolvendo outro centroavante: André.

Em 2017, o jogador foi adquirido junto ao Sporting, de Portugal, desembarcando no Recife em uma negociação que demandou R$ 10,2 milhões aos cofres do clube pernambucano. Em uma transação envolvendo o clube português e o Corinthians, o Sport comprou 70% dos direitos do jogador, que firmou um contrato de cinco anos.

“Sporting Clube de Portugal – Futebol, SAD informa que chegou a acordo com o Sport Clube Corinthians Paulista e com o Sport Club do Recife para a transferência definitiva do jogador André Felipe para o Sport Club do Recife. A Sporting SAD alienou os 50% que detinha sobre os direitos econômicos do atleta por 1,2 milhão de euros (R$ 4,03 milhões). A Sporting SAD deseja a André Felipe as maiores felicidades pessoais e profissionais” – disse o Sporting em comunicado.

Mais sobre o caso

Os outros 20% foram pagos diretamente ao Corinthians, com os 70% ficando com o Sport Recife ainda assim. O presidente do Leão na época, Arnaldo Barros, ainda fez um comunicado nas redes: “o presidente Arnaldo Barros fez o anúncio da contratação em um vídeo.”

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

André teve sua primeira passagem pelo Sport em 2015, contribuindo para a melhor campanha da história do clube na Série A do Brasileiro, culminando com um sexto lugar naquela edição. Ao término da temporada, ele se transferiu para o Corinthians e posteriormente defendeu o Sporting, de Portugal, antes de fazer seu retorno ao Sport pela segunda vez em 2017.

Naquela época, a transferência do Sporting acarretou em um dos maiores desafios financeiros para o Sport, cujas repercussões persistiram até a última temporada. Isso porque o Rubro-negro havia acertado a compra do atacante, mas não efetuou o pagamento, resultando em um processo movido pelo Sporting na Fifa.

O desfecho desse caso resultou em uma penalidade com o bloqueio de inscrições para novos atletas, sendo resolvido apenas no início deste ano, quando o Sport quitou aproximadamente R$ 9 milhões ao Sporting.