Técnico REJEITA assumir o Náutico e revela motivo

O Náutico, em busca de um novo comandante após a demissão de Mazola Júnior, viu suas esperanças de contar com o técnico Lisca serem frustradas. O treinador, que tem uma história com o clube, praticamente descartou a possibilidade de assumir o Timbu no momento. Em entrevista ao ge, Lisca revelou que, embora tenha desejo de retornar ao Náutico, prefere iniciar um trabalho desde o início da temporada.

Recentemente, o Náutico anunciou a saída de Mazola Júnior, contratado no dia 2 de abril, às vésperas do segundo jogo da final do Campeonato Pernambucano contra o Sport. Mazola Júnior comandou o time em apenas nove jogos, com um aproveitamento de 33,3%, somando duas vitórias, três empates e quatro derrotas. Sua saída foi confirmada após o empate por 2 a 2 com o Caxias, nos Aflitos, pela oitava rodada da Série C.

Lisca pelo Náutico

Lisca, que trabalhou no Náutico em 2014 e 2015, deixou claro que o momento não é propício para assumir a equipe.

“Até agora ninguém me procurou (do Náutico). Na verdade, eu queria voltar ao Náutico, mas no início do ano, para começar um trabalho, montar perfil de elenco. Agora é complicado, já estamos quase na metade da primeira fase (da Série C), é uma competição curta, uma situação bem difícil”, afirmou.

O técnico, atualmente sem clube desde sua demissão do Vila Nova em outubro do ano passado, ressaltou seu carinho pelo Náutico, mas destacou a importância de começar um trabalho do zero.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“Tenho um carinho muito grande pelo Náutico, pelo Juventude e pelo Ceará. E nesses clubes eu não posso errar. Mas quero voltar um dia, seria legal começar um trabalho. Quero voltar a trabalhar em Recife também por tudo o que aconteceu (sua polêmica saída do Sport). Mudar essa imagem”, destacou o treinador.

Últimas temporadas do treinador

Além de sua passagem pelo Vila Nova, Lisca comandou o Avaí, o Santos e o Sport nas últimas duas temporadas, somando apenas 23 partidas. Recentemente, foi procurado pela Ponte Preta para comandar o time na Série B, mas não aceitou a proposta. O clube campineiro terminou contratando Nelsinho Baptista.

Apesar de não descartar completamente um retorno ao Náutico no futuro, Lisca destacou que assumir o time neste momento da Série C não seria ideal para sua carreira.

“Acho que não seria problema. A Série C tá pagando bem. Estou no mercado. Outros clubes da Série C também me procuraram, além de equipes da B”, pontuou Lisca.

Com a negativa de Lisca, o Náutico segue em busca de um novo treinador para tentar reverter a situação na Série C.

A diretoria do clube já trabalha com outros nomes para substituir Mazola Júnior e espera anunciar um novo comandante em breve, visando dar continuidade à temporada e lutar por uma vaga no G-8.