STF não perde tempo e dá prêmio ao Sport

Em uma decisão histórica, o Supremo Tribunal Federal (STF) manteve o título de campeão brasileiro de 1987 exclusivamente com o Sport Recife. A resolução, que ainda permite recurso por parte do Flamengo, reacendeu o debate sobre a controversa “taça das bolinhas”, que não será entregue ao São Paulo.

A origem do conflito remonta à edição de 1975 do Campeonato Brasileiro, oficialmente chamado de Copa Brasil. A taça das bolinhas seria dada ao primeiro clube que conquistasse o campeonato três vezes consecutivas ou cinco alternadas.

O Flamengo, ao vencer a Copa União de 1987, era considerado o primeiro penta campeão em 1992. Contudo, desde 1993, a taça desapareceu dos regulamentos da competição.

A decisão do STF reafirma o Sport como o campeão de 1987, relegando o Flamengo ao título do módulo verde da Copa União. Isso altera o entendimento de quem foi o primeiro penta campeão. Com a exclusão do título de 1987 do Flamengo, o São Paulo, que alcançou o quinto título em 2007, seria o detentor da taça das bolinhas.

No entanto, como os regulamentos não previam mais a entrega do troféu, ele permanece sem destino definido.

Como foi o campeonato

O histórico da disputa pelo título de 1987 é complexo. O Clube dos Treze, formado para criar um Campeonato Brasileiro quando a CBF declarou falta de recursos, organizou a Copa União. A CBF, em seguida, decidiu realizar seu próprio campeonato, dividindo-o em quatro módulos: verde, amarelo, azul e branco.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

O Clube dos Treze considerou o módulo verde como o campeonato principal, mas aceitou o regulamento da CBF, que previa um cruzamento entre os campeões dos módulos verde e amarelo.

Os clubes do módulo verde, incluindo Flamengo e Internacional, recusaram-se a participar do cruzamento. Consequentemente, Sport e Guarani, vencedores do módulo amarelo, ganharam seus jogos contra Flamengo e Internacional por W.O. A final entre Sport e Guarani foi decidida a favor do Sport com um gol de Marco Antônio.

Essa decisão mantém a narrativa de que o título de 1987 é legalmente do Sport, enquanto o Flamengo se vê apenas como campeão do módulo verde. A equipe do Sport, treinada por Jair Picerni na final nacional, celebrou o título após vencer o Guarani por 1 a 0.

O caso, que ainda permite recurso, deixa em aberto a questão da taça das bolinhas e a legitimação histórica dos títulos de 1987. A disputa promete continuar, enquanto a taça permanece guardada, aguardando um desfecho definitivo.

Essa decisão do STF marca um capítulo importante no futebol brasileiro, reafirmando a complexidade e a emoção que permeiam o esporte nacional.