Sport Recife EXIGIU que seus jogos NÃO TENHAM VAR

Após as controvérsias em torno do pênalti não assinalado a favor do Sport contra o Palmeiras, durante o confronto válido pelo Campeonato Brasileiro de 2020, o Rubro-negro emitiu um comunicado oficial revelando os pedidos feitos pelo clube em um ofício protocolado na Confederação Brasileira de Futebol.

Conforme divulgado no site do Leão, as medidas solicitadas abrangem desde uma perícia técnica até a anulação da partida e a não utilização do VAR nos jogos da equipe. Ao ser procurado para comentar sobre o caso, o chefe de arbitragem da CBF, Leonardo Gaciba, não atendeu às ligações.

O último lance contestado pelo Sport ocorreu aos 49 minutos do segundo tempo no confronto com o Palmeiras no último sábado. O árbitro Dyorgines Jose Padovani de Andrade (ES) assinalou um pênalti a favor do Rubro-negro por uma mão de Rony na área, porém, acabou anulando a marcação após revisão no vídeo.

Durante a partida, os jogadores do Leão também reclamaram de um possível pênalti no lance anterior, quando Hernane Brocador caiu na área em um choque com Emerson Santos. Contudo, o lance não foi marcado ou revisado pelo VAR.

Veja a nota:

O Sport Club do Recife vem por meio desta nota, esclarecer os procedimentos tomados em relação aos fatos ocorridos em relação as arbitragens dos jogos do Sport, disputados no Campeonato Brasileiro de 2020/2021, em especial, no último jogo, diante do Palmeiras, no último sábado (09), na Ilha do Retiro.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Abaixo, listamos os pedidos feitos em ofício protocolado na Confederação Brasileira de Futebol (CBF):

  1. Oferecer denúncia ao quadro de árbitros e do VAR, de acordo com o artigo 259 do CBJD;
  2. Requer a anulação da partida em razão do descumprimento das Regras e Disposições do IFAB, conforme fundamentação anexada ao pedido;
  3. Requer a não utilização de arbitragem de vídeo (VAR) nos jogos a serem disputados pelo Sport na Série A 2020;
  4. Requer perícia técnica de vídeo dos lances em questão, e áudio da comunicação entre árbitros de campo de do VAR, dando ciência ao clube de todo o conteúdo;

Que fique claro que, em momento algum, o Sport solicitou e/ou mencionou a retirada ou veto de qualquer nome da Comissão Nacional de Arbitragem, como também nunca cogitou ou cogitará, qualquer ato de desobediência às regras do futebol, que deve ser jogado em campo, com honra e altivez, características natas aos que fizeram e fazem o Sport Club do Recife.