SPORT recebeu ofício da CBF sobre erros de arbitragens

O Sport comunicou através de suas plataformas online que recebeu uma resposta da CBF em relação à atuação da arbitragem na final da Copa do Nordeste contra o Fortaleza, ocorrida no Castelão em 3 de abril de 2022. Entretanto, o clube expressou discordância com as declarações da entidade e agendou uma viagem à sede da CBF, no Rio de Janeiro, para abordar o assunto.

Após a derrota na final, a diretoria do Sport havia solicitado os áudios da arbitragem, cujo desempenho foi objeto de intensa contestação por parte do clube na ocasião.

“O pedido, portanto, deve ser atendido, com observância das possibilidades técnicas que os órgãos responsáveis dispõem”, diz a ouvidoria da CBF.”

O clube apresentou queixas em relação a quatro situações: as jogadas envolvendo Javier Parraguez no primeiro tempo, bem como as ocorrências com Sander e o pedido de mão na segunda etapa, todas alegadamente configurando penalidades.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Demais incidentes

Além desses incidentes, houveram também reclamações sobre a queda de energia e o campo encharcado no final da partida. Embora a entidade tenha fornecido explicações por meio de um ofício, o clube argumentou que as discussões sobre as decisões arbitrais ainda estão pendentes.

Dessa forma, o presidente Yuri Romão e o vice de futebol, Augusto Carreras, embarcaram em busca de esclarecimentos mais detalhados. Conforme indicado na nota divulgada, outro ponto a ser questionado pelo clube foi a arbitragem na partida contra o Guarani pela Série B de 2022. O Sport contesta o lance de pênalti envolvendo Parraguez no segundo tempo.

“O Sport Club do Recife acredita que lances como esses não podem passar despercebidos, principalmente com o auxílio de uma nova tecnologia, o VAR, que não vem cumprindo seu objetivo na totalidade, que é de minimizar erros capitais.”