Sport encerra ciclo e Soso está pulando de alegria

Após uma sequência intensa de jogos, o Sport finalmente quebra o ciclo e pode voltar a focar nos treinamentos. Entre o duelo contra o Goiás, no último sábado, e a partida diante do Paysandu, na próxima segunda-feira, na Arena de Pernambuco, o Leão terá dez dias sem jogos.

Esse período é visto como uma oportunidade de ouro pelo técnico Mariano Soso para realizar os ajustes necessários na equipe.

O Sport vive um momento de maior turbulência na temporada. Após um início promissor na Série B, com quatro vitórias, a equipe rubro-negra desandou. Perdeu os três últimos jogos na competição – o último por 3 a 0 diante do Goiás.

Paralelamente, sofreu eliminações nas Copas do Brasil e do Nordeste, esta com uma goleada acachapante para o Fortaleza (4 a 1, na Arena de Pernambuco).

Momento para Soso acertar o time

Para entender melhor os caminhos que o Sport precisa percorrer para reencontrar o caminho das vitórias, o ge buscou a opinião do comentarista Cabral Neto, da TV Globo.

Segundo ele, o momento de pressão que o Sport vive é natural pelos resultados recentes, mas isso não significa que haja uma sentença de fracasso para a Série B.

“Nessas últimas duas partidas (Fortaleza e Goiás), o time rubro-negro apresentou seus defeitos já conhecidos e até alguns novos, mas suas virtudes ficaram encolhidas, escondidas pelo acúmulo de erros e ineficiência,” observa Cabral Neto.

Resgatando Virtudes

Cabral aponta que o Sport precisa reencontrar suas virtudes. “Durante esta semana, é importante que Soso seja mais atencioso com as qualidades da equipe do que propriamente engajado na tentativa de corrigir erros. A correção dos defeitos é um trabalho contínuo, mas, neste momento, é necessário intensificar o trabalho nas qualidades da equipe,” sugere Cabral.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

As principais virtudes em falta são a forte pressão na saída de jogo do adversário e a intensa movimentação com e sem a bola. “Sem esses elementos, o time não funciona na totalidade do seu potencial,” reforça Cabral.

O fim da maratona de jogos decisivos também contribui para o desgaste físico e psicológico da equipe. A última vez que o Sport teve um período sem jogos foi após vencer o Ceará nas quartas de finais da Copa do Nordeste, em 10 de abril. Desde então, a equipe acumulou vitórias e derrotas em uma sequência desgastante.

Com o fôlego retomado, o Leão precisa melhorar sua recomposição defensiva e a pontaria nas finalizações. Nas últimas duas partidas, o Sport fez apenas um gol e sofreu sete, número idêntico ao sofrido nos sete jogos anteriores.

“O Sport segue sendo um dos favoritos ao acesso, mas não pode vacilar. A reconquista da confiança é fundamental para engrenar novamente,” pontua Cabral Neto.

Próximos Passos

Após a reapresentação na segunda-feira, o Sport volta a treinar novamente nesta terça-feira, no CT José de Andrade Médicis. Até a sexta-feira, a programação prevê treinos em todos os dias à tarde.

Mariano Soso e seus comandados têm um desafio pela frente, mas o tempo de treino e a dedicação podem ser a chave para retomar o caminho das vitórias.

O Sport encerra um ciclo de jogos intensos e entra em um período crucial de ajustes e recuperação. A pausa é uma chance de ouro para Mariano Soso corrigir erros e ressaltar as qualidades do time.