ILHA DO RETIRO foi simplesmente comparada com MONTEVIDEO

Com pouco mais de um mês no Sport, o uruguaio Fabricio Domínguez já se sente em casa. Sua estreia foi notável ao sair do banco de reservas em um clássico contra o Santa Cruz, e agora ele se tornou um dos jogadores considerados titulares no time comandado por Mariano Soso, devido ao seu desempenho consistente.

Vários fatores têm contribuído para que Domínguez se sinta tão confortável em sua primeira experiência no futebol brasileiro. Desde o acolhimento no clube até o ambiente encontrado em Recife, que o faz lembrar de sua cidade natal, Montevidéu, o uruguaio destaca a influência positiva do ambiente fora de campo em seu desempenho dentro dele.

Ao se expressar sobre sua adaptação, Domínguez destaca que se sente muito à vontade, o que também se reflete nos jogos. A integração ao esquema tático de Mariano Soso ocorreu de maneira natural, com uma posição avançada, preferencialmente pelo lado direito.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Abre aspas

“Recife é uma cidade muito bonita, gostei bastante. Não é tão grande, parece com Montevidéu, onde nasci. As pessoas são muito amáveis, alegres e isso me faz sentir muito bem. Tenho conseguido desfrutar muito, graças aos meus companheiros, ao staff, corpo técnico. Eles me fazem não sentir tanto a falta de casa.”

“Posso jogar em muitas posições, conforme a equipe precise. Se um dia tiver que jogar de lateral ou mais por dentro, pode contar comigo. Agora estou jogando mais à frente e me sinto cômodo, mas o que a equipe precisar vou procurar fazer para ajudar.”

“São equipes que fazem jogos difíceis, todas as partidas estão sendo complicadas. Acredito que, com trabalho, vai ficando melhor. É seguir trabalhando, que daqui a pouco vamos aumentar o nível de jogo que é o que todos queremos.”