Ídolo do Sport se aposentou e foi muito homenageado no Japão

 Antônio Monteiro Dutra, campeão da Copa do Brasil pelo Sport, conhecido no mundo da bola apenas como Dutra, aos 40 anos, anunciou em 2014, o fim da sua gloriosa carreira. O lateral-esquerdo, conhecido pela sua vitalidade em campo e respeito que alcançava dos torcedores dos clubes pelos quais passou, fez seu anúncio oficial ao mundo na manhã desta terça-feira.

Dutra, que iniciou sua trajetória no futebol no Bacabal, há cerca de 20 anos, sempre foi um jogador que se destacava pela força na marcação e agilidade em apoiar o ataque. Seu futebol ganhou notoriedade nacional no início do novo milênio, quando brilhou jogando pelo Santos.

Foi durante o período que jogou no Sport Recife que o jogador consolidou sua relevância no futebol brasileiro. Chegou ao clube sob a indicação de Leão, e tornou-se um dos elementos-chave nas conquistas do Sport na Copa João Havelange.

Dutra teve várias passagens pelo clube rubro-negro, vestindo sua camisa em 240 partidas, conquistando títulos da Copa do Brasil e do Campeonato Pernambucano.

Como foi a saída de Dutra do Sport?

Infelizmente, sua relação com o Sport teve uma saída menos que ideal em 2012, quando os dirigentes optaram por rescindir o contrato, acreditando que o jogador não renderia mais. Nesse momento, Dutra demonstrou a grandeza de seu caráter, não se deixando abater e aceitando a proposta do Santa Cruz. Apesar de sua forte ligação com o Sport, Dutra foi bem recebido no Santa Cruz, contribuindo de forma significativa para a conquista do título estadual no mesmo ano.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Ao aceitar a proposta do clube japonês Yokohama Marinos, Dutra dava início a uma segunda fase de sua vida futebolística, tão brilhante quanto a primeira. Sua atuação no clube japonês fez dele uma figura reverenciada, conquistando o título de ídolo em suas 147 partidas.

Após anunciada sua aposentadoria, o clube japonês não poupou homenagens à carreira de Dutra, reforçando a grandeza do ex-jogador. Assim, mesmo após pendurar as chuteiras, o legado de Antônio Monteiro Dutra permanece intacto, sendo um exemplo para a nova geração de jogadores tanto no Brasil quanto no mundo.