Galã da Globo virou ídolo ao revelar ser torcedor do Sport

Dentro do elenco das produções da Globo, como Pantanal, Velho Chico, Mar do Sertão e outras cinegrafias, pelo menos um ator é um ardente torcedor do Sport. Renato Góes, pernambucano nascido com amor pelo Leão, mantém sua conexão com o time mesmo quando está longe do Recife.

Com uma trajetória de devoção ao Sport, o intérprete do Santo em “Velho Chico” acumula histórias peculiares que fortalecem ainda mais seu vínculo emocional com o clube.

Filho de um ex-diretor de comunicação do Sport, Renato compartilha que sua paixão pelo time nasceu na infância, recordando com nostalgia as idas aos jogos na Ilha do Retiro. O ritual do almoço e o percurso para o estádio nos fins de semana tornaram-se uma tradição que ele busca manter viva ao longo dos anos.

“O amor pelo time começou cedo, porque a primeira fralda que usei, quando nasci, já tinha o escudo do Sport. Faz 11 anos que estou morando no Rio e, sempre que tem jogo aqui, meu pai tenta vir para assistirmos juntos. Mesmo quando ele não está, tento ir aos jogos e prestigiar o time sempre que posso.”

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Bastidores do amor pelo leão

De acordo com Renato, os colegas de elenco do folhetim estiveram completamente envolvidos nas gravações, não proporcionando oportunidade para discussões sobre futebol. No entanto, seus amigos mais próximos conhecem e admiram a paixão fervorosa que ele nutre pelo Sport.

Alguns famosos, como Eri Johnson e Bruno Gissoni, já foram agraciados com a camisa do Leão, presente que, segundo Renato, é utilizado pela dupla quando se reúnem para uma partida de futebol.

Apesar de vários momentos nos quais demonstrou seu amor pelo clube, incluindo mentir para uma ex-namorada e recusar uma oferta de trabalho anos atrás para assistir a uma partida, o episódio mais marcante na memória do ator ocorreu em 2008, durante um dos jogos da final da Copa do Brasil.